Ações ABDI

Página Inicial > Notícias

Voltar

ABDI Na mídia Newsletters

Brasil Mais Produtivo gera economia energética de 26,4%

Comitê Estratégico de Eficiência Energética vai tratar de questões relativas à área

O programa Brasil Mais Produtivo (B+P), que trabalha para melhorar a eficiência das indústrias, desenvolveu um projeto piloto em 48 empresas e obteve uma redução de consumo energético de 26,43%. A economia poderia abastecer 6.500 residências, o que equivale a uma cidade de 30 mil habitantes. O diretor de Desenvolvimento Produtivo e Tecnológico da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Miguel Nery, lembra que “as empresas testadas tiveram, por consequência, também um aumento na competitividade”. 

Para tratar das questões relativas à energia, foi criado nesta quarta-feira (01), em Brasília, o Comitê Estratégico de Eficiência Energética dentro do B+P. A primeira tarefa do grupo será a expansão do projeto piloto para 300 empresas. Serão contempladas indústrias de todos os Estados do país. Em um primeiro levantamento, seis setores da indústria demonstraram interesse em participar do piloto, como metalmecânico, cerâmica e alimentos e bebidas.

As empresas participantes vão receber uma consultoria do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), que avalia possíveis desperdícios de energia. São analisadas, por exemplo, máquinas ligadas sem produzir. A estimativa é que a expansão gere uma economia equivalente a mais 40 mil residências.

O comitê será formado por integrantes da ABDI, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Ministério de Minas e Energia, Senai, ApexBrasil e Eletrobras. “Com a instalação do comitê, esta frente do programa passa a ter uma governança que contribuirá para a melhor implementação das políticas públicas”, relata Nery.

O governo entra com aproximadamente 85% dos valores relativos à consultoria, enquanto a empresa banca os 15% restantes. O projeto dentro de cada indústria pode durar até 12 meses. A ideia é que os trabalhos comecem em 2018.

Brasil Mais Produtivo

O programa tem a meta de atender até o fim de 2017 três mil empresas do ramo industrial. Até o momento, 2.956 já aderiram em todas as regiões do Brasil. Foi registrado um aumento de eficiência nas linhas de produção contempladas de 51,82%. O Centro Oeste, onde são atendidas 292 empresas, registrou o melhor desempenho. A produção das participantes teve uma melhora de 61,61%. Em segundo lugar ficou o Norte com 58,62%, seguido por Sudeste (52,37%), Nordeste (51,39%) e Sul (44%). O Brasil Mais Produtivo é um programa do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços realizado pela ABDI, Senai e ApexBrasil.