Ações ABDI

Página Inicial > Notícias

Voltar

ABDI Na mídia Newsletters

Indústria 4.0 mais perto das empresas

Workshops em São Paulo abordam os conceitos e aplicabilidades 
das ferramentas da chamada quarta revolução industrial

Campinas, 9 de novembro de 2017 – O conceito de indústria 4.0, os termos que o tangenciam e, sobretudo, o que há de concreto em curto e médio prazos para as empresas foram os temas discutidos na etapa Campinas do workshop do Programa Rumo à Indústria 4.0, parceria entre a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp).

“Qualidade já foi o termo mais buscado nas ferramentas de busca no mundo. Mais recentemente, sustentabilidade, responsabilidade social e meio ambiente. Hoje, o termo indústria 4.0 está entre os trending topics mundiais. Muito se fala, mas, afinal, o que é a indústria 4.0 e o que ela traz?”, questiona Romeu Grandinetti Filho, especialista em Projetos de Inovação Tecnológica do Ciesp.

Para ele, aplicabilidade e o nivelamento dos conceitos da manufatura enxuta, ou indústria 4.0, são as premissas para transformar a tecnologia em ferramentas que auxiliem as indústrias a acompanhar a chamada quarta revolução industrial e se manterem competitivas. “Uma etapa importantíssima deste processo, que passa pela informação, capacitação e prestação de serviços, é a criação de políticas públicas capazes de garantir o acesso das empresas a estas ferramentas. Seja pelo incentivo à pesquisa e desenvolvimento, pela possibilidade de financiamento público ou pela discussão de soluções conjuntas para os desafios da indústria”, explica Paulo Rocha, especialista em Competividade e Tecnologia da Fiesp.

Para Valdênio Araújo, especialista da Coordenação de Inovação e Indústria de Alto Impacto da ABDI, é urgente que o Brasil estabeleça uma agenda para o tema. “A mudança é inexorável. Mas a adoção da tecnologia é apenas um item da mudança de cultura que precisamos iniciar para a entrada sustentável do país na indústria 4.0.”. Valdênio acredita que os workshops que estão sendo realizados é um exemplo desta transformação. “É preciso desmistificar os conceitos e demonstrar, cadeia por cadeia produtiva, onde e como a indústria 4.0 irá impactar no seu modelo de negócio e no seu produto final. Isso é levar competitividade e tecnologia para dentro das empresas”, afirma.

Os workshops têm seis horas de duração e está dividido entre a apresentação do Programa Rumo à Indústria 4.0, uma consultoria nos temas que compõem a manufatura enxuta, depois uma análise de maturidade e produção de road maps das cadeias produtivas selecionadas em cada região. “Neste primeiro momento, trabalhamos com os setores e empresas que estão inseridos no Programa Brasil Mais Produtivo,  desenvolvido pela ABDI, Senai e Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, que já atua no conceito de lean manufacturing”, explica Valdênio. Os setores atendidos na etapa Campinas são metalmecânico, produtos de material plástico e produtos alimentícios.

Internet das Coisas – O consultor Paulo Roberto dos Santos lembra que a internet já conecta e facilita nossa vida em diversas áreas. “A estimativa é que teremos 50 bilhões de equipamentos conectados até 2020 e, hoje, muitas ferramentas do nosso dia a dia funcionam basicamente na internet”, explica. Para dar a dimensão da importância da indústria 4.0 e seus benefícios, o consultor apresenta perspectivas de redução de custos de manutenção entre 10% e 40%, redução do consumo de energia entre 10% e 20% e aumento de eficiência no trabalho entre 10% e 25%.

Os workshops regionais serão realizados, ainda, em São Caetano (dia 23/11) e Sertãozinho (dia 28/11). A programação e as inscrições podem ser feitas nos endereços www.fiesp.com.br/agenda/workshop-regional-programa-rumo-industria-4-0-sao-caetano-do-sul/ e www.fiesp.com.br/agenda/workshop-regional-programa-rumo-industria-4-0-regiao-sertaozinho/, respectivamente.

Congresso Indústria 4.0 – Os worshops fazem parte da preparação das empresas para o 1° Congresso Brasileiro da Indústria 4.0, que acontecerá nos dias 5 e 6 de dezembro, no Teatro do Sesi, em São Paulo. O evento trará ao Brasil representantes de diversos países, CEOs e diretores de grandes empresas mundiais com experiência de desenvolvimento de tecnologia no conceito de manufatura avançada, além de especialistas dos âmbitos público e privado para painéis e palestras na programação do dia 5.

Expositores com soluções para a indústria e balcões de atendimento também estarão disponíveis aos participantes. No dia 6, será realizada uma visita técnica na escola Senai Armando de Arruda Pereira, em São Caetano. A unidade possui um demonstrador de manufatura avançada equipado com robôs, célula de sondagem, sensores, gravadores a laser e centros de usinagem.

Para José Ricardo Roriz Coelho, vice-presidente da Fiesp, “é imprescindível que todas as empresas estejam preparadas para a quarta revolução industrial porque a indústria do futuro será completamente diferente da indústria de hoje. Diversos países já estão à frente desse movimento e, por isso, o Brasil precisa acelerar o ritmo para encurtar a distância com nossos competidores”.

Toda a programação e a ficha de inscrição para o evento podem ser acessados no link http://hotsite.fiesp.com.br/industria40/index.html.

Assessoria de Comunicação
(61)3962-8700
imprensa@abdi.com.br