Ações ABDI

Página Inicial > Notícias

Voltar

ABDI Na mídia Newsletters

Visita a demonstradores da indústria 4.0 marca congresso em São Paulo

Participantes do evento conheceram a unidade Senai de São Caetano, referência em manufatura avançada

São Paulo, 6 de dezembro de 2017 – A Escola Senai Armando de Arruda Pereira, em São Caetano do Sul, recebeu hoje (6) pela manhã a visita de participantes do 1º Congresso Brasileiro de Indústria 4.0, realizado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) e Senai-SP. O evento aconteceu ontem, na sede da Fiesp, em São Paulo.

O local foi escolhido como atividade extraordinária do Congresso por ser considerado um centro de excelência no ensino de Mecatrônica, e, com a primeira planta-modelo da indústria 4.0 da rede Senai, também é referência em Manufatura Avançada. Foram desenvolvidos e instalados nesta unidade demonstradores da Indústria 4.0 – didático e industrial -, equipados com robôs, célula de soldagem, sensores, gravadores a laser e centros de usinagens.

As estruturas são resultado de parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), vinte empresas do setor, seis startups e dois institutos de ensino, e possibilitam que empresas testem tecnologias, além de funcionarem como espaços de aprendizagem na prática para os alunos. O demonstrador didático é composto por células modulares, que se adaptam à produção e flexibilizam o processo, podendo haver substituição ágil de módulos a qualquer momento para agregar maior tecnologia. No demonstrador industrial, uma linha de montagem integrada por meio de softwares funciona em velocidade reduzida (30% da capacidade) e exemplifica todas as etapas do processo produtivo no conceito 4.0.

Os participantes conheceram, ainda, o UpLab, espaço de inovação e empreendedorismo instalado na unidade, voltado ao desenvolvimento de projetos e modelos de negócios de startups.

Formação educacional 4.0 – Parte da programação da visita à unidade de São Caetano, Osvaldo Maia, gerente de Inovação e de Tecnologia do Senai-SP ministrou palestra aos convidados internacionais e demais participantes sobre a formação educacional para a indústria 4.0. “No início de 2016, a pergunta recorrente era `o que aconteceria com o emprego industrial com a quarta revolução da indústria? Com mais clareza sobre a indústria 4.0, sabemos hoje, com base em pesquisas e projeções, que apenas 1% das ocupações atuais deverão ser completamente substituídas. Mas cerca de 60% serão automatizadas, ou seja, é preciso que a educação acompanhe as necessidades deste novo modelo e forme cada vez mais pessoas preparadas para esta realidade”, afirmou.

Para ele, as transformações da indústria 4.0 são imediatas e é urgente o redesenho curricular para as novas gerações. “Um dado interessante: cerca de 60% das crianças em idade escolar hoje ocuparão profissões que não existem ainda em pouquíssimo tempo. Com a velocidade impressa pela indústria 4.0, dos cinco anos de formação universitária na área de engenharia, por exemplo, o aluno leva apenas três de conhecimento aplicável.”

Congresso – O 1º Congresso da Indústria 4.0 aconteceu nos dias 5 e 6 de dezembro e reuniu mais de 700 participantes entre industriais, empresários, acadêmicos, membros de entidades representativas da indústria e de bancos de fomento, investidores, CEOs de startups e aceleradoras, além de profissionais ligados à inovação nacionais e internacionais. Entre os palestrantes, Byoung-Gyu Yu, presidente do Instituto Coreano para Economia Industrial e Comércio;  Rayner Stark, diretor da Divisão de Criação de Produtos Virtuais, do Instituto Fraunhofer, da Alemanha; Lynne McGregor, especialista em Manufatura Avançada de Alto Valor Agregado, da Instituição Innovate do Reino Unido; Suresh Kannan, presidente da Digiblitz e membro do Consórcio de Internet Industrial, na Índia; e Yutaka Manchu, secretário-geral adjunto do Conselho de Revolução Robótica do Japão.