Ações ABDI

Página Inicial > Notícias

Voltar

ABDI Na mídia Newsletters

Inovação na indústria vai ajudar o PIB a crescer

Presidente da ABDI projeta crescimento do setor e impacto positivo no PIB de 2018

Brasília, 01 de março de 2018 - As indústrias extrativa e de transformação ajudaram na melhora do Produto Interno Bruto brasileiro (PIB) de 2017, segundo dados do IBGE divulgados nesta quinta-feira (01). O setor extrativo alcançou um aumento de 4,3% no ano passado, já o de transformação chegou a 1,7%. “Os números do último trimestre mostram crescimento da indústria de 2,7% em relação ao ano anterior, o que indica uma importante retomada para 2018”, destacou o presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Guto Ferreira, que aposta em mais investimentos do setor produtivo em inovação para melhorar a produtividade e competitividade.

A indústria de transformação puxou a alta do setor, com crescimento de 6% no último trimestre de 2017 em relação a 2016. “Aliada aos números que indicam elevação na despesa de consumo das famílias, podemos esperar um bom desempenho da indústria e uma alta mais significativa do PIB em 2018”, disse Ferreira.

Segundo a técnica da IBGE, Amanda Tavares, dentro da indústria transformação o bom resultado veio principalmente do setor automotivo, máquinas e equipamentos. “A indústria de transformação voltou a crescer em 2017, as exportações foram um foco das empresas. É possível observar que o bom desempenho do setor automotivo e de máquinas e equipamentos está ligado a vendas para fora do Brasil”. A especialista ainda destaca os números positivos das empresas que trabalham com produtos de borracha e plástico e setor moveleiro.

Os números do IBGE chancelam a retomada do setor industrial brasileiro. Na última quarta-feira a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou outro bom resultado, a produtividade industrial cresceu 4,5% em 2017. Isso significa que as fábricas estão produzindo mais em menos tempo. O levantamento mostra que a produção industrial cresceu 2,2% no ano passado e o número médio de horas trabalhadas nas empresas caiu. “Fazer mais com menos tem relação direta com inovação. As startups estão fazendo a diferença e alcançando bons resultados no país em parceria com a indústria”, disse o presidente da ABDI, que comemora o desempenho do Programa Nacional Conexão Startup Indústria, que vem promovendo parcerias com o objetivo de encontrar soluções inovadoras para o setor produtivo brasileiro.