ENCONTRE AQUI

ABDI discute digitalização de pequenas e médias empresas com os BRICS

Rússia, que preside os BRICS em 2020, propõe realizar pesquisa para medir maturidade digital das MPEs dos países do bloco

Paula Fettermann | 17/07/2020

Em mesa-redonda online sobre apoio e desenvolvimento de pequenas e médias empresas nos países dos BRIC (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), a delegação russa, atualmente presidente do bloco, propôs conduzir uma pesquisa junto ao grupo para saber qual a maturidade digital das pequenas e médias empresas em cada um dos países. A ideia é preparar uma metodologia e um questionário, para que os resultados sejam apresentados na reunião de 2021.

As delegações dos países que formam os BRICS se reuniram, nesta terça-feira (14/7), para debater propostas de transformação digital das Pequenas e Médias empresas. A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) fez parte da delegação brasileira. A assessora especial da ABDI, Andrea Macera,  mostrou o panorama da situação das pequenas e médias empresas no país, as políticas públicas e apresentou dois dos projetos da Agência voltados a essa questão, o Digital BR, lançado no último mês, e a Plataforma MEI, ainda em desenvolvimento em parceria com a Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa (SEMPE).    

"A plataforma vai criar uma jornada de capacitação voltada para cultura de inovação e transformação digital para o microempreendedor Individual. Sempre faremos link com outras instituições. A ideia é a integração de plataformas e oferta de serviços", explicou. Andrea Macera destacou que a troca de experiências com outros países é "sempre bem-vinda" e que a Agência está aberta a acordos internacionais. 

Durante a reunião, representantes de outros países também apresentaram projetos de transformação digital para as pequenas e médias empresas, que consistiam, sobretudo, em plataformas. Esses espaços variam entre oferta de serviços e cadastro dos empreendimentos para obtenção de dados para conseguir um melhor desenho de políticas para o segmento.

A solução russa, por exemplo, oferece oferta de crédito por meio de plataforma ligada a bancos com tecnologia de blockchain. A Índia apresentou enorme programa de digitalização do país, com investimento em infraestrutura.