ENCONTRE AQUI

ABDI está no top 10 do ranking 100 Open Startups 2019

Agência foi reconhecida na categoria Ecosystem por fortalecer o ambiente Indústria/Startup

Paula Fettermann | 19/07/2019

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) ficou em 6º lugar no Ranking 100 Open Startups 2019, na categoria Ecosystem. A plataforma internacional tem grande impacto na conexão e na geração de negócios entre grandes empresas e startups. Além disso, três startups alavancadas pela Agência se destacaram. São elas a Gofind, a xGB e a MondoDX. Aceleradas pelo ProVA - Laboratório de Inovação do Varejo -, elas deram visibilidade e reconhecimento à ABDI como importante ecossistema de inovação no país. 

Para a ABDI, conhecer essas informações e ter a medida de seus esforços ajuda a acompanhar o progresso real e cria uma urgência para estimular o desenvolvimento de mais e melhores projetos. De acordo com o coordenador de Comércio e Serviços, Eduardo Tosta, o bom resultado foi alcançado graças aos esforços do ProVA e do Startup Indústria. “É muito legal saber que a Agência conseguiu alcançar essa posição, sendo lembrada pelas startups como referência no apoio e no incentivo a fazer negócio e ter contato com outras empresas”, comemorou.

Para a gerente de Inovação, Elisa Carlos, o resultado foi mais do que satisfatório: “É motivo de muito orgulho para nós ver a ABDI ser reconhecida por startups e indústrias brasileiras como um player fundamental para o desenvolvimento do ecossistema de inovação do país”, destacou. Ela ressalta ainda que o programa Startup Indústria foi reconhecido pelo G20 como Política da Inovação na categoria Futuro do Trabalho. 

Um ecossistema de inovação se desenvolve quando ideias encontram meios para prosperar, oportunidades se abrem e relacionamentos se consolidam. Bons ecossistemas de Startups são fundamentais a um país. Eles criam empregos, impulsionam a economia, melhoram a qualidade de vida, a inovação urbana, atraem e retêm talentos. 

Ranking 100 Open Startups 2019

A 100 Open Startups é a rede formada por startups abertas a implementar soluções inovadoras em conjunto com grandes empresas. O ranking engaja de maneira eficiente startups, grandes empresas, executivos, cientistas e governo. Com isso, alavanca oportunidades de negócios que geram impacto para os desafios reais da sociedade e do mercado.

O método do Ranking, que se embasa no mercado corporativo brasileiro para gerar a lista das 100 startups mais atraentes do ano, tornou-se um dos grandes destaques da imprensa nacional e é usado como referência por grandes empresas e investidores. Publicado nos principais veículos de negócio do país, o ranking é posteriormente replicado por outras editorias, ampliando muito a visibilidade, e consequentemente as oportunidades de negócios para as startups ranqueadas.