ENCONTRE AQUI

Agro 4.0 recebe projetos de todas as regiões do país

Quinze estados, das cinco regiões do país, submeteram projetos para o edital Agro 4.0. Ao todo, foram 99 propostas. O resultado dos classificados sai no fim de outubro

Kátia Maia | 14/10/2020

O programa Agro 4.0, lançado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), em parceria com os ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA); da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI); e da Economia (ME), recebeu 99 propostas para desenvolvimento de projetos no agronegócio brasileiro. O programa, que visa promover a adoção e a difusão de tecnologias digitais, foi lançado no início de setembro e recebeu a submissão de projetos de quinze estados de todas as regiões do país.

Sul e Sudeste foram as regiões que mais enviaram propostas, sendo que os estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná foram os maiores proponentes. Do total de projetos apresentados, a maioria, 63%, está relacionada a empresas de pequeno e médio porte. O perfil das propostas enviadas para participar do Agro 4.0 indica que, dentre as tecnologias 4.0, Internet das Coisas (IoT) e Inteligência Artificial (IA) foram as mais escolhidas para serem desenvolvidas e adotadas, representando 43% das propostas. O edital recebeu também projetos de sensoriamento remoto, robótica e big data, dentre outros.

Ao todo, o edital previa a apresentação de projetos em quatro categorias e os projetos submetidos contemplam todas elas, sendo que a categoria Produção e Colheita foi a que recebeu mais propostas, 46%; seguida de Integração da Cadeia, 37%; Processamento 12%; e Insumos, 4%.

Agora, os projetos serão avaliados por uma banca de 21 especialistas, de acordo com os requisitos de elegibilidade e os critérios de mérito definidos no edital. O resultado da seleção será divulgado no dia 29 de outubro. A premiação deverá ocorrer em dezembro de 2020, iniciando-se, a partir de então, a execução dos projetos, conforme indicado no cronograma a seguir: