ENCONTRE AQUI

top

Apresentar soluções para grandes empresas é o principal desafio das startups

A opinião é de Christian Knipfer da Plug and Play, uma das principais aceleradoras do mundo, e que participou do 2º Fórum de Inovação Startup Indústria

Fernando Rotta | 30/11/2018

Uma das principais dificuldades para as startups é apresentar suas soluções para os tomadores de decisão das grandes empresas. O entendimento é do relações governamentais da Plug and Play, Christian Knipfer. A empresa, localizada no Vale do Silício nos Estados Unidos, é uma das mais importantes do mundo na aceleração de startups. Knipfer palestrou no 2º Fórum de Inovação Startup Indústria, iniciativa da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), que acontece em São Paulo.

Quais os principais desafios que as startups levam para a Plug and Play?

Isso depende do produto que ela trabalha e também do país em que ela atua. Cada startup tem o seu desafio próprio. Falando do mercado mundial, eu diria que uma startup brasileira pode ter um produto que se encaixa muito bem ao mercado nacional, mas depois a startup pode ter problemas para conquistar outros mercados.

Para as startups é fundamental ter uma visão global e modificar seus produtos e tecnologias para cada mercado diferente no mundo. Não é bom ficar fechado em um só país, porque as condições locais são diferentes aqui, nos EUA ou na China. Eu penso que este é principal desafio para as startups.

No Brasil uma das dificuldades que as startups tem é de conseguir vender seus produtos para as grandes empresas ou indústrias. Elas têm dificuldade no contato com os tomadores de decisão. Nas startups aceleradas pela Plug and Play também existe este tipo de dificuldade?

Sim, é por isso que existimos. Nos colocamos no meio, entre as empresas e as startups. Criamos uma plataforma onde esses atores podem se encontrar e possam verdadeiramente trabalhar juntos. Quando você está sozinho é difícil conseguir encontros, saber quem são as pessoas. O que nós criamos foi realmente uma plataforma para que empresas e startups consigam conversar no mesmo domínio.

Para uma startup que está começando, quais palavras você diria? Quais são os passos que ela deve trilhar?

A validação da tecnologia é muito importante. Nós vemos muitos fundadores de startups que estão convencidos que a sua tecnologia é ótima, que é a melhor coisa do mundo, mas quando ele vai para o mercado, encontra problemas na hora de vender o seu produto. Por isso, desde o início é muito importante validar esta tecnologia, para estar seguro que o produto desenvolvido realmente corresponde a uma necessidade do mercado.

Existe algo no mercado brasileiro que lhe chamou atenção?

É minha primeira vez no Brasil, mas nós vemos cada vez mais startups brasileiras indo para o Vale do Silício. Do nosso ponto de vista, da Califórnia, do Vale do Silício, existe um crescimento da atividade de startup no Brasil. Não sabemos exatamente porque, mas é algo que observamos e esperamos que essa tendência continue.