ENCONTRE AQUI

Composição cultural do Brasil facilita inovação, destaca especialista de Israel

Alan Hofman da Israel Innovation Authority participou do 2º Fórum de Inovação Startup Indústria

Fernando Rotta | 30/11/2018

O fato de o Brasil ter uma composição multicultural é positivo para inovação, afirma Alan Hofman, especialista israelense no tema. Países em que o conjunto da população tem hábitos muito similares, têm menores condições de apresentarem ideias disruptivas, segundo ele.

Hofman é integrante da Israel Innovation Authority, agência do país voltada para inovação. O especialista foi um dos palestrantes do 2º Fórum de Inovação Startup Indústria realizado em São Paulo, nos dias 29 e 30 de novembro. Durante sua fala, ele ainda destacou que Brasil e Israel têm condições de firmarem parceria em vários setores.

Quais os principais desafios para inovar?

Eu penso que o principal desafio para inovar é pensar fora da caixa. Nós acreditamos que se você achar que o mundo precisa permanecer como estava há um minuto, então você não vai inovar. Você tem que pensar sempre que o que se passou há um minuto não pode ser o mesmo no próximo minuto. O desafio principal deve ser como nós inovaremos de uma maneira que vai mudar o mundo todo, não apenas meus amigos, meu bairro, talvez minha cidade, ou país. Como usamos a inovação para mudar o mundo? Para fazer do mundo algo melhor para as pessoas? Isso é algo que pegamos do judaísmo, que viemos aqui para mudar, consertar o mundo. Isso é o que eu penso, que se você tiver essa mentalidade de como pode consertar o mundo, então você será um grande empreendedor que inovará e terá um impacto real no mundo.

No Brasil, especificamente, qual o desafio?

Eu penso que esta mentalidade é importante para ter coisas do Brasil, ideias, inovação e tecnologia do Brasil. Isso vale não somente neste país. Esse é um grande mercado. O Brasil pode ser um líder regional e até mundial. Se o Brasil tiver mais ideias, não apenas para o mercado brasileiro, mas para o mundo todo, talvez ele tenha grandes oportunidades.

Tem algo no Brasil que você tenha notado de diferente em relação às outras partes do mundo?

Eu penso que as pessoas no Brasil são muito gentis, as pessoas gostam das outras pessoas no Brasil e isso é muito importante para criar um ecossistema capaz de desenvolver diferentes ideias. O Brasil é uma sociedade multicultural, com diferentes etnias, culturas e pessoas de várias partes do mundo, é um lugar onde a inovação pode ser feita. As pessoas de sociedades em que todas são parecidas umas com as outras têm probabilidades menores de inovar. Esse é um potencial que o Brasil tem e penso que está no caminho certo.

Como Brasil e Israel podem trabalhar juntos para gerar inovação?

Eu penso que há um grande potencial entre ambos mercados. O Brasil talvez seja o maior mercado industrial na América Latina e acredito que a indústria, sem inovação, não sobreviverá por muito tempo. Israel tem um ecossistema de inovação bem desenvolvido. Se nós casarmos as necessidades das indústrias no Brasil com soluções tecnológicas israelenses teremos uma grande parceria. Acho que é uma grande oportunidade estar aqui com a ABDI e vendo como poderemos fazer parcerias no futuro.