ENCONTRE AQUI

Guto Ferreira fala de inovação na comunidade de Paraisópolis

Palestra do presidente da ABDI inaugurou programa sobre empreendedorismo do Instituto Escola do Povo

Fernanda Melazo | 08/07/2019

Sonhos, propósitos, legado, inovação e conhecimento. Esses foram os temas escolhidos pelo presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Guto Ferreira, para estimular o debate entre os cerca de 70 estudantes de ensino médio e superior que participaram da aula inaugural do programa de empreendedorismo do Instituto Escola do Povo, que funciona em Paraisópolis.

A palestra ocorreu, na sexta-feira (5), na laje da sede da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis. Participaram alunos do Instituto Escola do Povo e do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa.

Em uma conversa informal e com participação dos estudantes, Guto falou sobre inspiração, resultados e coletividade. “Inspiração pelo exemplo é a ferramenta mais poderosa para motivar alguém “, disse. Destacou a importância de apresentar resultados nos trabalhos. “Não basta andar bonitinho. É preciso apresentar resultados”, afirmou. E enfatizou que o coletivo depende do esforço de cada um. “Se cada um não entender que é preciso evoluir, não há coletividade”.

“A gente precisa colocar nossa vontade nas coisas pra correr atrás do que queremos. Vou levar essa palestra comigo”, disse Menez Pereira, 18 anos, estudante de Serviço Social e morador de Paraisópolis, depois da palestra. “É importante fazer a diferença, ajudando a família e as pessoas”, concluiu Vinícius Hilário, 21 anos, aluno de Engenharia Mecânica. Durante a conversa com os estudantes, Guto sugeriu a leitura de livros e levou de presente para a turma a obra “Princípios”, de Ray Dalio.

A aula inaugural é parte do projeto Canal Transformadores que, em parceria com o Coletivo Coca-Cola, auxilia jovens e moradores da comunidade em novos negócios e em ações de inovação e em educação financeira.

Paraisópolis, na Zona Sul da capital de São Paulo, tem mais de 40 mil moradores e é considerada a maior comunidade do estado de São Paulo. “Temos muitos negócios e grande parte deles começaram do nada, sem ajuda”, diz Gilson Rodrigues, presidente da Associação de Moradores de Paraisópolis.