ENCONTRE AQUI

Parcerias entre ABDI, Embrapii e CNI ampliam inovação nas empresas

Presidente da Agência, Igor Calvet, assina acordos durante evento promovido pela MEI e frente parlamentar de C&T

Fernanda Melazo | 05/11/2019

Reunião conjunta da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) com a Frente Parlamentar de Ciência, Tecnologia, Pesquisa e Inovação, promovida nesta terça-feira (05), reuniu empresários, parlamentares, ministros e agências com o objetivo de unir esforços para o avanço da agenda da inovação do país. Durante o evento, ocorrido na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, o presidente da ABDI, Igor Calvet, assinou parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e protocolo de intenções com a CNI.

“A ABDI está se aproximando cada vez mais das instituições parceiras e a CNI é a confederação que representa melhor a forma de atuação da ABDI junto com o setor empresarial. Juntos vamos percorrer programas de inovação empresarial e ganhos de produtividade via transformação digital”, afirmou Igor no evento.

A reunião mobilizou cerca de 200 executivos, políticos e empresários. Estiveram presentes os presidentes do Senado e da Câmara, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, além do presidente da Frente Parlamentar Mista de Ciência, Tecnologia, Pesquisa e Inovação, senador Izalci Lucas (PSDB-DF) e o líder da MEI, Horácio Lafer Piva.

“Esta reunião oferece um grande projeto de ação conjunta para que o Brasil passe a ocupar, no futuro, lugar de destaque em investimentos em inovação e tecnologia”, afirmou o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade. Segundo ele, a interlocução entre os setores privado e público dá efetividade às políticas de apoio à inovação. “Precisamos fazer com que Ciência, Tecnologia e Inovação sejam um tema prioritário da agenda do país”, afirmou o líder da MEI, Horácio Lafer Piva.

Parceria entre ABDI e Embrapii

Ter um ambiente físico controlado para testar novas tecnologias a serem aplicadas nas indústrias. Esses são os chamados testbeds, que a parceria entre a ABDI e a Embrapii pretende disseminar pelo país. O Acordo de Cooperação Técnica no valor de R$ 10 milhões foi firmado durante o evento.

Igor Calvet destacou a importância de unir as diferentes iniciativas para desenvolver a indústria 4.0 no país. “Nós vemos muitas ações dispersas para a adoção de novas tecnologias no setor produtivo. Precisamos nos unir para potencializar essas iniciativas. O projeto da ABDI, por exemplo, atendia cem empresas. Com a parceria junto à Embrapii, vamos ter dez vezes mais empresas. Vamos compartilhar expertise e recursos”.

A Embrapii conta com 42 unidades espalhadas por 14 estados e o Distrito Federal e, nos últimos anos, reuniu diversos institutos tecnológicos do país para desenvolver projetos de inovação para as indústrias. O Acordo com a ABDI vai envolver várias destas unidades e terá validade de três anos e quatro meses.

“A parceria tem como objetivo expandir os testbeds, que permitem a identificação e estimativa de custos que uma empresa teria para começar a aplicar no seu modelo de produção as tecnologias da digitalização e de outros modelos que levam a manufatura do 4.0. É uma parceria perfeitamente exequível e com perspectivas de muitos bons resultados”, disse o presidente da Embrapii, Jorge Guimarães.

Demonstrações

Os testbeds permitem a validação de tecnologias 4.0 em ambientes controlados, feitos especialmente para testar inovações antes de serem aplicadas nas plantas industriais. São espaços físicos montados para que os empresários não necessitem parar a produção para implementar alguma novidade.

“Estes demonstradores têm como função validar a aplicação dessas inovações para resolver problemas da indústria em ambientes produtivos controlados, com menos riscos. Eles também servem para construir casos de negócios que possibilitam mostrar o retorno financeiro dessas aplicações”, explica Bruno Jorge, coordenador de Indústria 4.0 e Inovação da ABDI.

As empresas usuárias e fornecedoras de tecnologia, além de startups poderão participar dos testbeds nas unidades da Embrapii que entrarão na parceria com a ABDI. Após a assinatura do acordo, as entidades vão elaborar um Plano de Trabalho conjunto, com detalhamento das ações, temas e cronograma de atividades.

Parceria CNI e ABDI

O protocolo de intenções assinado entre os presidentes da ABDI e da CNI prevê a formalização de iniciativas com foco em soluções inovadoras para pequenas, médias e grandes empresas. A parceria será voltada para a execução de projetos nas áreas de inovação, digitalização de processos produtivos e internacionalização de empresas, que devem beneficiar 3 mil empresas.