ENCONTRE AQUI

Transformação digital: a luz no fim do túnel

ABDI analisa impactos da covid-19 sobre a economia brasileira e adianta o olhar para o pós crise: a transformação digital.

Kátia Maia | 24/03/2020

O levantamento ‘Impactos da Covid-19. Desafios para Economia Mundial e Brasileira’ lançado nesta terça-feira (24) pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) traz um retrato do cenário em que vive o Brasil nesse período de pandemia. O documento faz uma análise dos impactos do coronavírus na economia mundial e brasileira e dá um passo à frente: traz para o momento atual a discussão do pós-crise.

O levantamento, que trata da evolução da Covid-19 no Brasil, indicando que o número de casos confirmados tem aumentado dia a dia. Entre 15 e 23 de março, quando foi elaborado, os números da doença saltaram de zero mortes e 121 casos confirmados para oito óbitos e 1.541 casos confirmados. Hoje, segundo o Ministério da Saúde, os indicadores somam 2.201 casos e 46 mortes.

O aumento exponencial da doença afeta diretamente a economia e as previsões são de não crescimento ou crescimento negativo para muitas economias, incluindo as mais fortes. Os impactos na economia global já se aproximam, inclusive, do registrado durante a crise da bolha da Internet (1994-2000) e a queda das torres gêmeas, no início do século.

A Covid-19 reflete diretamente na atividade econômica. Na China, quando foi diagnosticado o primeiro caso, em dezembro, o choque em setores como produção industrial, varejo e investimento, foi de 13,5%, 20,5% e 24,5%, negativo, respectivamente.

Na América Latina, a perspectiva é de uma retração de 1,8% no PIB, o que pode gerar 10% de desemprego na região segundo dados da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe. No Brasil, a projeção de crescimento do PIB em 2020 passou de 2,1% para zero por cento e a economia pode ser afetada com redução das exportações, queda no preço de commodities e interrupção da cadeia produtiva de alguns setores, além da redução no fluxo de pessoas e mercadorias.

Mas é preciso um olhar à frente. O levantamento ‘Impactos da Covid-19. Desafios para Economia Mundial e Brasileira’ não só traz uma fotografia do momento atual como indica que “é preciso assumir um olhar pós crise para reduzir o máximo possível os efeitos negativos, entendendo que uma recuperação mais rápida se daria pela transformação digital”, defende o presidente da ABDI, Igor Calvet.

Mesmo com a crise, a Europa, por exemplo, não está “parada”, diz o documento. Também aponta que a Comissão Europeia já está discutindo a nova estratégia industrial e em seu relatório indica: ao longo da história, a indústria provou ser hábil em promover mudanças e agora é o momento das novas tecnologias, com investimento voltado para inovação. Uma combinação que possibilitará a criação de novas soluções. De acordo com o estudo da ABDI, o momento é de promover ações que foquem no aumento da produtividade e na transformação produtiva brasileira, levando em consideração as novas tecnologias e o processo de integração produtiva por meio da economia digital.