ENCONTRE AQUI

Agenda para a Indústria 4.0

A nova revolução industrial já começou

A quarta revolução industrial já está em curso, e o Brasil precisa se preparar para seus desafios. A ABDI e parceiros prepararam um programa com oito medidas rumo à Indústria 4.0: é o primeiro passo na jornada para o futuro do setor produtivo.

As três primeiras revoluções industriais trouxeram a produção em massa, as linhas de montagem, a eletricidade e a tecnologia da informação à indústria. Isso elevou a renda dos trabalhadores e fez da competição tecnológica o cerne do desenvolvimento econômico. A quarta revolução industrial, que terá impacto mais profundo e exponencial, se caracteriza por um conjunto de tecnologias que permitem a fusão do mundo físico, digital e biológico.

Nestes sistemas de produção ciber-físicos (CPS), é possível produzir mais, a preços menores e de forma mais inteligente. Máquinas interconectadas conversam e trocam comandos entre si, armazenam dados na nuvem, identificam defeitos e fazem correções sem precisar de ajuda. Para estabelecer o Brasil como uma potência industrial neste novo momento, é preciso mudar o mindset produtivo e transformar fábricas que já existem em fábricas inteligentes.