ABDI, Funai e Energisa articulam Luz Para Todos em comunidades indígenas

Pelo menos 3 mil famílias indígenas do estado poderão ser contempladas com o programa do Governo Federal

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) articula com a Energisa Acre e a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) a implantação e operacionalização do Programa Luz Para Todos em comunidades indígenas no Acre.

Pelo menos 3 mil famílias indígenas do estado poderão ser contempladas com o programa do Governo Federal, que nesta nova fase levará energia solar para as comunidades beneficiadas.

Na última terça-feira, 28, a diretora de Economia Sustentável e Industrialização, Perpétua Almeida, se reuniu com a presidenta da Funai, Joenia Wapichana, e a diretora de Relações Institucionais do Grupo Energisa, Fernanda Matos. Também participou da agenda a diretora de Promoção ao Desenvolvimento Sustentável da Funai, Lucia Alberta.

Para a implantação e operacionalização do Luz para Todos, a Energisa precisa da aprovação e acompanhamento da Funai. Nesse sentido, a diretora da Agência tem intermediado as conversas entre as duas entidades a fim de garantir que o programa chegue nas aldeias do Acre.

“O presidente Lula decidiu chegar com a energia elétrica na maioria dos lugares do país. Só no Acre, de 2024 até 2026, mais de 15 mil famílias receberão energia solar. Nós viemos até aqui [Funai] pedir para a Funai garantir pessoal para acompanhar a implantação dessas placas fotovoltaicas nas comunidades indígenas do Acre, garantindo agilidade na liberação dessas comunidades que já tem direito de receber essa energia”, disse a diretora.

A presidenta da Funai explicou os procedimentos técnicos para entrada em terras indígenas e sinalizou positivamente para a implantação do programa. “A Funai está à disposição para contribuir com o avanço do programa nas comunidades indígenas desde que sejam respeitados os procedimentos que orientam a política indigenista”, ressaltou Wapichana.

Multimídia

MetaIndústria