ABDI Labs apresenta solução em IoT para gestão de pátio em Camaçari

ABDI Labs apresenta solução em IoT para gestão de pátio em Camaçari

A solução possibilitou a redução de custos e o tempo de operações

O programa ABDI Labs – Ambientes de Demonstração de Tecnologias e Boas Práticas da Indústria 4.0, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), está agora em sua quarta etapa. Após a seleção de dez parceiras tecnológicas vencedoras do edital e o desenvolvimento dos projetos-pilotos, é chegado o momento de execução das atividades dos ambientes de demonstração das tecnologias implementadas. Cada um dos projetos selecionados recebeu R$ 200 mil para o desenvolvimento e a aplicação da iniciativa.

A Agência apresentou nesta terça-feira, 16, em Camaçari (BA), o primeiro ambiente de demonstração de uma solução em IoT (Internet das Coisas) para cerca de 30 empresas da cadeia produtiva de química e de logística. A solução para melhoria do processo de gestão de pátio em unidades industriais tem como principal objetivo diminuir a sobre-estadia – custo da hora parada das carretas dentro das unidades.

Nesse projeto, a Logpyx Tecnologia, parceria tecnológica, implementou a solução ‘Revolog Pátio’ na planta da Indorama Ventures, antiga Oxiteno de Camaçari, na Bahia. Denominada empresa usuária no edital, a Indorama Ventures apontou problemas como registro manual dos tempos de etapas intralogísticas, pagamentos sobre as estadias, baixa produtividade e falta de precisão de dados e viabilidade operacional em tempo real.

Com o uso de tecnologias 4.0 como internet das coisas (IoT), computação em nuvem, segurança digital, integração de sistemas e digitalização, a empresa de tecnologia conseguiu automatizar todo o processo de pátio da empresa usuária, possibilitando o monitoramento em tempo real de todas as etapas do carregamento de carretas, desde a portaria da unidade até o fim do processo. Nesta primeira fase, o projeto foi implementado no setor de carregamento de granel, onde 75 carretas circulam diariamente.

“A ABDI foi essencial para que tivéssemos tanto o incentivo como os recursos para fazer essa implementação. O antes e depois desse projeto é muito interessante porque tínhamos uma verificação manual, que dependia 100% do ser humano”, conta o gerente de logística interna da Indorama Ventures, André Paulo. “Agora temos um processo automatizado com avaliações em tempo real, possibilitando uma logística otimizada e eficiente em todas as etapas”, afirma.

A solução também possibilitou a identificação de gargalos e oportunidades de melhorias dos fluxos de trabalho, além do aumento da produtividade dos carregamentos e da redução sobre as estadias pagas pela unidade.

“Já estamos obtendo resultados práticos como a otimização de custos e de processos e estamos levando isso a um projeto definitivo junto com a empresa. Então, conseguimos mensurar o sucesso que essa implementação teve”, acrescenta o diretor de operações da Logpyx, Vitor Dias.

Na prática, o sistema de gestão de pátio possibilitou que a Indorama Ventures diminuísse em 35% o tempo de carregamento, em 70% o tempo de descarregamento e em 53% o custo sobre a estadia.

“Para nós da ABDI, é uma satisfação muito grande ouvir comentários de indústrias que veem a relevância dessa solução. Já trabalhamos com a indústria 4.0 há alguns anos e, quando vemos essa implementação com a visibilidade de dados e como trazemos valor, não só para as operações, mas para segurança do trabalhador, é uma satisfação ainda maior. Isso é a tecnologia a serviço das empresas e das pessoas que trabalham nas empresas”, comenta o gerente da Unidade de Difusão de Tecnologias da ABDI, Bruno Jorge.

A analista de Inovação e Produtividade Lanna Dioum destaca a importância do ABDI Labs na criação de uma rede de projetos-pilotos da indústria 4.0 para difusão de tecnologias e reprodução em outras indústrias. “A solução é sensacional. Eles conseguiram reduzir a sobre-estadia, a parada de máquinas, o que afeta o faturamento, além da prevenção e redução de acidentes graves, típicos do setor. Esse é um piloto que tem potencial para outros setores industriais”, acredita.

A diretora substituta Regiana Lins acompanhou a demonstração da tecnologia in loco e destacou o trabalho da equipe da ABDI. “Esse é o primeiro ambiente de demonstração de tecnologia e aqui queremos atingir o máximo de empresas possíveis, mostrando a importância e a sua aplicação na prática. Nossos analistas estão trabalhando nesse projeto há mais de um ano e meio”, ressalta.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas