ABDI lança novos módulos do “Democratizando BIM”

ABDI lança novos módulos do “Democratizando BIM”

O primeiro módulo terá início em setembro e os interessados têm até o próximo dia 9 para fazer a pré-inscrição

Em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Paraná (Senai/PR), a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) lança novos módulos do curso "Democratizando BIM" para capacitação de empresas e profissionais dos segmentos da Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC). Ao todo, serão disponibilizados quatro temas inéditos e gratuitos, com aulas remotas ao vivo até o segundo semestre de 2023. "Projetos Complementares no Revit" será o primeiro assunto abordado e os interessados devem fazer pré-inscrição até o dia 9 de setembro de 2022.

INSCREVA-SE AQUI

O escopo do treinamento é direcionado a empresas e profissionais que pretendem implementar o Building Information Modelling (BIM) no planejamento dos projetos, bem como para aqueles que já iniciaram o uso dessa tecnologia e se encontram em fase de transição. “A ABDI tem o compromisso de estimular a transformação digital da construção e incentivar a capacitação do setor", ressalta Leonardo Santana, analista de Produtividade e Inovação da Agência. 

Para o primeiro módulo, serão disponibilizadas 100 vagas, sendo 10 para empresas e 90 para profissionais liberais. Os alunos terão a opção de escolher a participação em turmas aos finais de semana ou em dias úteis. O início está previsto para 20 de setembro e o curso terá duração de 35 horas/aula. Os interessados deverão possuir conhecimento básico em Revit (aplicativo de programação para projetistas) e ter acesso à versão 2022 para as aulas práticas. 

Democratizando BIM

É um curso de capacitação básica em Building Information Modelling (BIM), dividido em dois módulos conceituais e em formato EAD para os profissionais dos setores da Arquitetura, Engenharia e Construção Civil (AEC). É disponibilizado pela ABDI gratuitamente.

O BIM é um processo capaz de agregar informações inteligentes a projetos da construção civil, simulando, por exemplo, a execução de uma obra antes mesmo do início dos trabalhos. Pode ser aplicado, inclusive, em todo o ciclo de vida da edificação, da concepção à demolição e reuso. 

Composto por um conjunto de metodologias e tecnologias, o uso de BIM aumenta a confiabilidade nas estimativas de preços e no cumprimento dos prazos, reduzindo erros e garantindo qualidade do empreendimento.

BIM no Brasil – Desde janeiro de 2021, obras e serviços de engenharia contratados por alguns órgãos da Administração Pública Federal devem ser executados em BIM. De acordo com o decreto 10.306/2020, a exigência acontece em três fases, sendo a primeira etapa, iniciada em 2021, dedicada somente a projetos. A partir de 2024, projetos e obras passam a ser feitos somente em BIM. E, a partir de 2028, todas as fases da edificação (projetos, obras e pós-obras) passam a ser incluídas.

Alinhada à Estratégia Nacional de Disseminação do BIM e com o objetivo de promover ganhos de produtividade e elevar a competitividade do setor da construção no país, a ABDI lançou, em 2018, em parceria com o então Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), a Plataforma BIMBR, um portal que, além de possuir conteúdo dinâmico sobre BIM, hospeda a Biblioteca Nacional BIM (BNBIM), que é um repositório das bibliotecas de objetos BIM no Brasil. 

 

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas