ABDI lança projeto Rota Estratégica Nova Economia 2030

ABDI lança projeto Rota Estratégica Nova Economia 2030

Em parceria com o SENAI e a FIEC, publicação apresenta os caminhos possíveis para uma nova economia, pautada pela Economia Digital e a Econo

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e do Observatório da Indústria do Sistema FIEC, desenvolveu o Projeto Rota Estratégica Nova Economia 2030, uma iniciativa que busca orientar os diferentes setores da economia e da sociedade brasileira diante de um cenário de constantes transformações tecnológicas, mercadológicas, sociais e ambientais. O objetivo é sinalizar os caminhos possíveis para implementar uma nova economia no país até 2030.

 

Unindo os conceitos de Economia Digital e Economia Verde, a publicação foi elaborada envolvendo especialistas de diferentes áreas temáticas e estados do país, reunidos em três painéis no Nordeste, Norte e Centro-Sul (regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste). Uma consulta pública e entrevistas de aprofundamento também foram realizadas.

 

A prospecção gerou oito dimensões temáticas prioritárias: Agro 4.0; ASG; Bioeconomia/biotecnologia; Cidades Inteligentes e Sustentáveis; Economia Circular; Ecossistema e tecnologias digitais; Energias renováveis; e Indústria 4.0. O documento também apresenta 342 ações estratégicas de curto, médio e longo prazo e 27 tendências de futuro, que já influenciam ou podem influenciar a Nova Economia.

 

Para o presidente da ABDI, Igor Calvet, a agenda ASG (Ambiental, Social e Governança) é premissa necessária para o processo de remodelagem dos negócios e para atender às mudanças nas experiências de consumo das pessoas, que vêm exigindo o realinhamento dos modos de produção e modificando as estratégias comerciais, competitivas e de reputação das empresas. “Assim como a transformação digital ganha contornos de fenômeno irreversível, a sustentabilidade alcança, cada vez mais, centralidade no planejamento estratégico das organizações em todo o mundo”.

 

De acordo com ele, “os resultados da publicação devem ser vistos como um ponto de partida para inspirar a identificação e a sistematização de um conjunto maior de ações necessárias para atingir a visão de futuro definida para a Nova Economia brasileira até 2030”.

 

Os resultados do projeto também estão disponíveis em um roadmap. Em formato de mapa estratégico, e norteado pelos elementos visão de futuro, dimensões, ações estratégicas, tendências e fatores críticos, ele apresenta todas as ações propostas no curto, no médio e no longo prazo, indicando os caminhos para atingir a Nova Economia.

 

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas