ABDI promove debate sobre 5G e a indústria

ABDI promove debate sobre 5G e a indústria

Presidente da ABDI convida presidente da Anatel para falar sobre impactos da tecnologia 5G em encontro com entidades promotoras de inovação

Os impactos da tecnologia 5G no setor produtivo brasileiro foi o tema do segundo encontro que reuniu, nesta quarta-feira (dia 11), na Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), presidentes de entidades promotoras de inovação, além dos secretários executivos dos ministérios da Economia (ME), Marcelo Guaranys, e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Júlio Semeghini.

“O 5G é a maior política transversal de aumento de produtividade da indústria”, iniciou o presidente da ABDI, Igor Calvet. “Quando falamos sobre inovação, falamos sobre indústria 4.0. E para falar sobre indústria 4.0, temos que falar sobre infraestrutura de comunicação. E a tecnologia 5G é a grande oportunidade que teremos de elevação efetiva da produtividade”, acrescentou.

Com o objetivo de estimular a discussão sobre as mudanças que ocorrerão com a implementação do 5G, Calvet convidou para a reunião o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Leonardo de Morais, para fazer uma exposição sobre a tecnologia e esclarecer os participantes sobre o modelo de regulação do 5G que está sendo desenvolvido pelo órgão regulador.

Ao abordar a tecnologia, o presidente da Anatel destacou o grande impacto do 5G para as áreas de segurança, saúde, educação, agricultura e para a evolução das cidades inteligentes. Concordou com a perspectiva positiva para o aumento da produtividade da indústria e afirmou que o leilão que permitirá a implementação do novo sistema vai contribuir para aprimorar a infraestrutura de comunicação no país. Em fevereiro, a Anatel aprovou proposta de edital de licitação das faixas de radiofrequências que possibilitarão a implantação da tecnologia da quinta geração no Brasil. O documento está sob consulta pública.

“Será um desafio, mas queremos apresentar o edital até dezembro deste ano”, afirmou. Morais também aproveitou para pedir apoio das entidades para as mudanças legais que serão necessárias para a adaptação à tecnologia. “Vamos precisar de vocês e do Congresso Nacional para fazer as mudanças legais”, disse.

Aliança para Inovação

Este foi o segundo encontro promovido pela ABDI para reunir as entidades promotoras de inovação. No primeiro evento, ocorrido em janeiro, o presidente da ABDI apresentou aos gestores a agenda da Agência com o objetivo de trocar informações sobre projetos e contribuir para a maior coordenação das ações dos institutos em prol da maior produtividade da indústria.

Nesta quarta-feira, participaram da reunião, além de Guaranys e Semeguini, os presidentes do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), Cláudio Furtado;  da Embrapii, Jorge Guimarães; da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Moura; o secretário de Advocacia da Concorrência e Produtividade (ME), César Mattos; secretária especial adjunta de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais (ME), Yana Sobral; secretário de Educação Profissional Tecnológica (MEC), Ariosto Calau; secretário de Empreendedorismo e Inovação (MCTIC), Paulo Alvim, além dos diretores Valder Moura e Carlos Geraldo e da equipe técnica da ABDI.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas