Brasil busca soluções de indústria 4.0 no Japão e na Coreia do Sul

Brasil busca soluções de indústria 4.0 no Japão e na Coreia do Sul

Oportunidades de investimentos e parcerias entre startups e indústrias estão no roteiro de comitiva da ABDI

Japão e Coreia do Sul são dois dos maiores centros de inovação tecnológica do mundo. Para conhecer os projetos de indústria 4.0, cidades inteligentes, eletromobilidade e o ecossistema de startups, comitiva da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) vai cumprir agenda entre os dias 10 e 19 de setembro nos países asiáticos. Ainda serão realizadas palestras com a presença do presidente da Agência, Guto Ferreira, e reuniões para aprofundar a cooperação científica.

“É uma agenda estratégica em diversos sentidos. A ABDI vai dar continuidade ao desenvolvimento de projetos de capacitação profissional, criar modelos de financiamento e realizar o intercâmbio entre startups dos dois países com o Brasil. Nosso objetivo é oferecer soluções inovadoras para gargalos da indústria. Com as experiências japonesa e sul coreana, podemos atender diversas cadeias produtivas e alavancar o desenvolvimento tecnológico em áreas como eletromobilidade e robótica”, avalia o presidente da ABDI, Guto Ferreira.

Revolução robótica

A primeira parada da comitiva será em Tóquio, com visitas às agências de inteligência industrial e tecnológica na segunda-feira (10). O Institutos de Pesquisa de Economia, Comércio e Indústria (Rieti) e o Instituto Nacional de Políticas de Ciência e Tecnologia (Nistep) são os responsáveis pelas políticas públicas japonesas para estes setores.

No mesmo dia, haverá ainda uma reunião na Robot Revolution Initiative (RRI), plataforma privada para promover a revolução robótica. O RRI busca aumentar a utilização de robôs na sociedade, transformar o Japão na base mundial de inovação robótica e criar a tendência mundial de utilização de robôs com tecnologia de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês).

Na sequência, o encontro será na Universidade de Tecnologia de Tóquio, para dar prosseguimento às discussões sobre intercâmbio e bolsas de estudos entre a instituição e o Brasil. Os compromissos no Japão seguem até o domingo (16), quando os integrantes da ABDI embarcam para Seul.

Em ambos os países, o presidente da ABDI fará uma exposição sobre o Regime Brasileiro de Zonas de Processamento de Exportação (ZPE) e as oportunidades de investimentos que elas geram.

Parceria

Em continuidade à parceria firmada com uma das maiores aceleradoras de startups do mundo, a Plug and Play, com sede nos Estados Unidos, a comitiva da ABDI visitará a filial da empresa no Japão e a sul-coreana Seoul Startup Hub, que está conectada à matriz norte-americana. A ABDI associou sua marca à Plug and Play e participa do ecossistema gerenciado por ela, além de acompanhar as últimas inovações tecnológicas.

“Com a parceria que firmamos este ano, a ABDI vai poder participar de eventos de networking e workshops para divulgar ações como o Programa Nacional Conexão Startup Indústria, aproximando o ecossistema de inovação brasileiro das empresas estrangeiras”, destaca Guto Ferreira.

Outra aceleradora de projetos inovadores será visitada em Tóquio: a Japan Innovation Network, que auxilia empresas a criarem soluções disruptivas e cria um ecossistema entre elas.

Inovação

Outra parada da ABDI no Japão será no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Avançada (AIST), um dos principais centros de pesquisas tecnológicas do país, com projetos em Internet das Coisas (IoT) e Inteligência Artificial (IA).

O presidente da ABDI ainda vai conhecer o laboratório de cidade inteligente e sustentável da japonesa Panasonic, chamado de Fujisawa SST, e a cidade inteligente sul-coreana de Songdo, já habitada e funcional. Outros compromissos da comitiva serão no museu de inovação da Samsung e na Pangyo-Dong, o Vale do Silício da Coreia do Sul.

Rota 2030

O setor automotivo também entra na agenda. A política industrial batizada de Rota 2030 tem a função de planejar o setor automotivo pelos próximos anos, com três ciclos de desenvolvimento, integrando as cadeias globais à indústria nacional de maneira competitiva para o Brasil. Com este horizonte, as agendas no Japão e na Coreia do Sul têm espaço reservado para visitas a algumas das fábricas mais importantes do setor: as japonesas Mitsubishi, Nissan e Toyota, além da sul-coreana Hyundai. 

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas