Spot, o cão-robô, impulsiona redes 5G industriais

Spot, o cão-robô, impulsiona redes 5G industriais

ABDI participou de evento da Qualcomm e deu início à parceria com o Parque Tecnológico Itaipu

Durante o Digital Transformation Summit Brazil 2023, evento realizado pela Qualcomm Technologies, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) levou o grande avanço tecnológico: o cão-robô Spot. Ele é o primeiro modelo a chegar ao Brasil por meio da parceria da ABDI com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e com a Petrobras para impulsionar as redes 5G industriais no país.

As duas primeiras unidades adquiridas pela parceria serão utilizadas em áreas críticas e de difícil acesso dentro da estrutura colossal da hidroelétrica Binacional de Itaipu. “Sou um apaixonado por inovação”, confessou Igor Calvet, presidente da ABDI, durante o evento. “E com base em muito do que fizemos na ABDI, a conectividade é a principal pré-condição para a transformação digital da indústria. Sem essa tecnologia habilitadora, qualquer resultado sempre ficará muito aquém do ideal”. Por conta da rede de 5G industrial dedicada aos cães cibernéticos, técnicos receberão dados em tempo real. Cada robô tem quatro pernas plenamente articuladas, inteligência artificial, câmeras, sensores térmicos, microfones, caixas de som e sensores.

Para receber Spot e seu irmão cibernético, o PTI vai inaugurar uma rede privativa 5G para permitir o ambiente de testes. “Queremos inspirar outras empresas a participarem”, diz Eduardo Miranda, diretor de negócios e inovação do PTI, após ver Spot de perto pela primeira vez. “Inovação é uma ação complexa em grandes companhias por conta das normas de segurança, mas a partir de um caso de sucesso, a demanda pela inovação começa a surgir tanto interna como externamente”. As funções dos cães-robôs ultrapassam as rotinas das usinas de produção: o equipamento também é capacitado para cumprir o papel de “socorrista” em resgates de emergência, inclusive em áreas com escombros, por meio da coleta de informações visuais prévias e vitais para a preparação de equipes de resposta humana.

Ilha do Fundão

Em breve, outras unidades do Spot serão enviadas à estrutura de pesquisa na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro, onde a Petrobras realizará uma série de testes que objetivam a disrupção tecnológica, a redução de riscos e o ganho de produtividade. “A ABDI bateu na porta certa com a oferta de testes de redes 5G. Em pouco tempo, a Petrobras localizou diversos usos de caso para justificar a tecnologia”, conta Carlos Augusto Barreto, diretor de transformação e inovação da Petrobras. “70% dos acidentes na companhia envolviam as mãos dos funcionários. E se pudéssemos usar essa tecnologia para fazer a máquina parar antes de ferir a mão do trabalhador? O ganho humano já seria imenso.”

Além de ser novidade no país e das atividades de alto-risco que pode realizar, Spot também será o campeão da tecnologia 5G, afinal, por onde ele passar a estrutura de redes e comunicação industrial vão mudar e melhorar. “Estamos muito otimistas com o resultado”, finaliza Barreto.

Cada unidade traz um pacote de periféricos específicos, de acordo com as situações previstas para uso, como braços mecânicos, câmeras 360 graus, e sensores.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas