ABDI e ABINFER firmam convênio para inovação da indústria de ferramentaria

ABDI e ABINFER firmam convênio para inovação da indústria de ferramentaria

Objetivo do projeto TOOL 4 FUTURE é aumentar a produtividade e a competitividade do setor, por meio das tecnologias da Indústria 4.0

Contribuir para o desenvolvimento da Indústria de Ferramentaria no Brasil, tornando-a mais competitiva e preparada para enfrentar os desafios da economia digital. Esse é o objetivo do convênio firmado entre a Associação Brasileira da Indústria de Ferramentais (ABINFER) e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), nesta sexta-feira (28), e que irá desenvolver e implantar a metodologia do projeto TOOL 4 Future para aplicações em dez ferramentarias nacionais.

Para o presidente da ABDI, Igor Calvet, a indústria de ferramentais é um setor estratégico para o desenvolvimento produtivo de um país, já que a maioria dos produtos transformados depende de moldes em seus processos de fabricação. “Com um maquinário com 21 anos de idade, esse setor ainda não entrou na Indústria 4.0, que teve origem por volta de 2010, 2012. Então é preciso fazer essa modelagem de indústria inteligente para a ferramentaria. E o convênio vem nessa direção”, afirmou.

A primeira fase será o desenvolvimento da metodologia, por meio de pesquisa e coleta de dados sobre as necessidades enfrentadas pelas ferramentarias e do mapeamento de modelos existentes no Brasil e no exterior.  Em seguida é a fase de implementação nas dez ferramentarias-âncora que irão participar do piloto.

“A ideia é escalar, primeiro para outras 40 e depois mais 50 até 2025. Porque o setor tem perdido espaço no mercado com a falta de inovação e a baixa qualidade da formação dos profissionais. Isso significa que a indústria da ferramentaria não consegue atender a um aumento de demanda porque não há capacidade produtiva disponível”, explicou o presidente da ABINFER, Christian Dihlmann, destacando que entre as ferramentarias de mercado mais de 80% são de pequeno porte.

Com um maquinário com 21 anos de idade, esse setor ainda não entrou na Indústria 4.0 […] é preciso fazer essa modelagem de indústria inteligente para a ferramentaria
– Igor Calvet

Fotos: Lula Lopes

Christian também destacou a transversalidade do setor de ferramentaria. “Atendemos desde a indústria automotiva e aeroviária até embalagens de vidro, de condicionador, de esmalte, de tampinhas de garrafa, eletroeletrônicos, cerâmicas, linha marrom, etc. Estamos em praticamente todos os produtos transformados pela indústria”.

De acordo com o gerente da Unidade de Difusão de Tecnologia da ABDI, Bruno Jorge, a parceria entre a ABINFER e a ABDI democratiza a Indústria 4.0, tem o potencial de alavancar a indústria de ferramentaria no Brasil e está acontecendo no momento certo. “O governo anunciou semana passada a depreciação acelerada (artifício de modernização da indústria brasileira, com aquisição de máquinas novas.). O convênio vai dar a base para isso, com orientação de quais máquinas, processos e tecnologias comprar dentro de um conceito moderno”, concluiu.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas