Dia Mundial da Água: conheça o projeto da ABDI que tem a missão de reduzir o plástico nas águas

Dia Mundial da Água: conheça o projeto da ABDI que tem a missão de reduzir o plástico nas águas

Desafio Saneamento do Futuro vai distribuir R$ 1,98 milhão ao todo para soluções inovadoras que reduzam o plástico nos lagos, rios e mares brasileiros

Celebrado nesta sexta-feira, 22, o Dia Mundial da Água traz à reflexão, entre outros problemas, os números alarmantes de descarte irregular de resíduos em rios e mares. Segundo o estudo Plastic pollution: Pathways to net zero, do banco Credit Suisse, mais de 400 milhões de toneladas de plástico são produzidas por ano no mundo, sendo que apenas 14% são reciclados e 40% são jogados em rios e mares.

No Brasil, estima-se que 3,4 milhões de toneladas de plástico ao ano podem ir parar nos rios e mares. Isso equivale a 33% de todo o plástico que entra no mercado nacional. Os dados são do estudo encomendado pelo Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil.

Atenta a temas relacionados à sustentabilidade, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), em parceria com a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), desenvolve o Desafio Saneamento do Futuro – Rios Sem Plásticos, que tem o objetivo de selecionar, reconhecer, premiar e acelerar soluções inovadoras que incorporem tecnologias digitais e contribuam para diminuir a quantidade de plástico nos lagos, rios e mares brasileiros.

“O lixo plástico é um problema global e urgente. A união da ABDI com a ANA demonstra a importância e a urgência dessa pauta para o país”, comenta a gerente da Unidade de Transformação Digital, Adryelle Pedrosa. “O Desafio Saneamento do Futuro é uma iniciativa oportuna de unir soluções inovadoras e de transformação digital com o envolvimento e o comprometimento direto da indústria, da gestão pública e do próprio cidadão. É a tecnologia e a inovação em favor da preservação da vida”, acrescenta.

Ao todo, o concurso irá distribuir R$ 1,98 milhão para as melhores soluções. São duas fases: na primeira etapa (Etapa ANA), considerada estágio de protótipo, 40 empresas se inscreveram no edital, sendo 26 propostas na categoria social, dez em gestão pública e quatro na categoria de indústria. Foram selecionadas nove soluções, com prêmio de R$ 110 mil para cada:

Categoria social:
– Inovação em Redes
– Laboratório de Educação e Design Circular/CIRANDAR
– Plástico tech_brincante

Categoria gestão pública:
– Ecobarreira Digital
– HRios Ecobarreiras Inteligentes
– Plataforma de Monitoramento Inteligente Baseada em IA: Detecção e Classificação de Resíduos Plásticos em Tempo Real nos Corpos Hídricos.

Categoria indústria:
– Aplicativo CUBOO RCC
– Ladrilhos Paisagem do Sertão
– Plataforma de Comercialização de Plásticos – PCP

Já na segunda etapa (Edital ABDI), o concurso irá selecionar as três melhores soluções e premiar cada uma com R$ 330 mil. O objetivo nessa fase é aumentar a escala e estimular o lançamento no mercado dessas soluções validadas ao longo do concurso.

“Todas as soluções premiadas na Etapa ANA se inscreveram para a Etapa ABDI, o que confirma a importância da pauta ambiental e, sobretudo, a urgência em incorporar tecnologias digitais para proteger nossas águas”, avalia a analista de Produtividade e Inovação Bruna de Castro, responsável pelo projeto na ABDI. “Estamos confiantes de que, em breve, conheceremos soluções inovadoras e criativas para o desafio de reduzir o plástico nos rios, endereçando mudanças de cultura para a gestão pública, para a indústria ou para a própria sociedade”, destaca.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas