Digital-PE está perto da meta de atender 150 empresas

Digital-PE está perto da meta de atender 150 empresas

Projeto é um dos três selecionados no primeiro Edital do Digital.Br, e oferece um catálogo com soluções digitais pra as MPEs

Mapear desafios das micro, pequenas e médias empresas e conectá-las com uma rede de inovação que oferece um portfólio de soluções digitais para resolvê-los. Esse é o objetivo do projeto Digital-PE, um dos três selecionadas no programa Digital.Br, da ABDI. A rede, formada pelo Porto Digital; Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Recife; Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco; Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Softex Recife e Sebrae/PE, estruturou uma plataforma que permite o matchmaking entre MPEs demandantes e startups/empresas, e um catálogo com 627 soluções digitais.

 

No piloto, o Digital PE superou a meta de atendimento, que era de 30 empresas, e atendeu 44 em Recife, Caruaru e Petrolina. Atualmente, na fase de escala, está perto de atingir a meta de 150 atendimentos. “Até agora foram 157 empresas, com 46 soluções implementadas. Mas como há desitências entre os que se habilitam a fazer a jornada, o Digital PE ainda está com vagas abertas”, alertou a gestora do projeto, Júlia Landim.

 

Para se inscrever no Digital PE: https://oil.portodigital.org/digitalpe/

 

De acordo com ela, além da oportunidade de imergir em uma jornada de transformação digital, as empresas ganham um diagnóstico dos gargalos identificados, um portfólio com as empresas que solucionam esses gargalos (podendo incluir soluções completamente gratuitas), apoio na captação de recursos para contratação de soluções e apoio na implementação das soluções contratadas.

 

Uma das empresas que está recebendo atendimento do projeto é a Ray Consulting, startup de Inteligência de Dados em Recife. A empresa oferece a seus clientes análises de mercado de 58 setores da economia e gestão de dados. Para isso, criou a plataforma Ray Market Sound, um Big Data, em português, focado em micro, pequenas e médias empresas.

 

O CEO da startup, Guilherme Nogueira, conta que, além de terem sido beneficiados com uma das soluções oferecidas, ele e seu sócio, Guilherme Bastos, ganharam expertise. “Os encontros foram muito imersivos e nos trouxeram, inclusive, conhecimento técnico sobre uma área de atuação que não é nossa especialidade”. Ele se refere ao novo layout que está sendo criado para a plataforma, mais atrativo e com melhor navegabilidade.

 

Segundo Bastos, a expectativa de resultados é grande. “Nós temos um ótimo produto, mas que pecava na usabilidade do usuário e no próprio design. Agora vai ficar mais intuitivo e rápido, o que é fundamental para uma startup como a nossa, que compete com um grande mercado no Brasil e até no mundo”.

 

A Ray acabou atuando nas duas frentes do projeto – sendo atendida como empresa e oferecendo soluções tecnológicas para os demais participantes. “Estamos na reta final de negociação com três empresas e já fechamos com uma quarta, no setor do agronegócio. Para nós, essa iniciativa da ABDI, de lançar o Edital do Digital.Br, é muito importante para fomentar a adoção de tecnologias nas pequenas empresas do país e apoiar o trabalho das startups”, disse.

 

A gerente da Unidade de Transformação Digital da ABDI, Adryelle Pedrosa, afirmou que os cases têm mostrado a efetividade do programa na transição digital das MPEs. “Os resultados do primeiro edital – 52% de aumento médio de produtividade e 20% de aumento médio de maturidade digital – foram tão bons que abrimos o segundo certame”, disse. Para ela, esse tipo de fomento é fundamental, especialmente porque a grande maioria dos negócios no Brasil é formado por MPEs e responsável por quase um terço do PIB brasileiro.

 

Tio Pepe é um restaurante tradicional de Recife, em funcionamento há 58 anos, que também está participando do Digital-PE. De acordo com o gerente do estabelecimento, Eduardo Andrade, a premissa de sua empresa é crescer ao longo dos anos e, para isso, teve a necessidade de se digitalizar. A solução oferecida pelo projeto foi na área de fidelização dos clientes.

 

“Acredito que a implantação do projeto vai fidelizar e aumentar a clientela, o que irá gerar aumento do faturamento. Hoje em dia as empresas que não aderirem à transformação digital vão ficar pra trás na concorrência. A Tio Pepe já está nesse caminho há alguns anos, implantando tecnologia para melhorar os processos e aumentar o lucro”, afirmou.

 

Digital BR

O Digital.BR é um programa da ABDI voltado para promover a transformação e a maturidade digital em MPEs das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, por meio de Editais para seleção de projetos, formados por redes. Lançado em 2020, o primeiro edital selecionou oito projeto para o piloto. Três deles passaram para a etapa de escala do programa, e receberam R$ 1,5 milhão, cada um, para ampliar as ações de transformação digital que desenvolveram na primeira fase. Os três projetos –Transforma RN, no Rio Grande do Norte; Hub Conquista, em Vitória da Conquista, na Bahia; e Digital PE, em Pernambuco – irão atender 950 empresas até março de 2023.

 

O programa lançou o segundo edital em outubro de 2021, e selecionou dez projetos para a etapa piloto. São eles:  Mais Performance Moda (RN), Inova Digital (MS), Rota Digital da Moda Goiana (GO), Rede Pernambucana de Inovação Tecnológica (PE), Mais Rondônia (RO), Rede Alagoana de Transformação Digital (AL), Hub da Indústria (DF), Bahia In Rede (BA), Rede MT (MT) e Digitalize-SE. No piloto, que terá duração de nove meses, 615 empresas serão atendidas. Na etapa de escala, com duração de 18 meses, os seis projetos que obtiverem a melhor pontuação deverão beneficiar 1.500 empresas.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas