Empresas da cadeia automotiva do Mercosul discutem inovação

Empresas da cadeia automotiva do Mercosul discutem inovação

O segundo dia de workshop do Projeto Focem Automotivo levou startups e grandes empresas a Porto Alegre

A necessidade de soluções ágeis e customizadas para questões específicas de processos e produtos é um desafio comum entre todos os portes de empresa. Para apresentar a experiência da aproximação entre essas demandas e resolução dos problemas pelas startups, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) levou ao segundo dia do workshop do Projeto de Adensamento e Complementação Automotiva no Âmbito do Mercosul participantes do Programa Nacional Conexão Startup Indústria, iniciativa da Agência que traz para dentro do setor produtivo a agilidade e tecnologia das startups.

As empresas Fiat Chrysler Automobiles e Caterpillar e as startups GoEpik, BirmindD, Autaza e MZ Tecnologia, todas participantes do Programa, falaram sobre o contato, os planos de trabalho e as interfaces entre si, as diferenças de mindset dos modelos de negócios e como aconteceu o processo de inovação. "A ideia é desmitificar as startups e demonstrar que estruturas mais tradicionais podem se valer do modo de operação destas instituições e até implementar a metodologia ágil como forma de atuação na empresa", afirma Isabela Mendes Gaya, da Coordenação de Inovação e Indústria de Alto Impacto da ABDI.

Uma pesquisa instantânea feita durante o workshop mostrou que 92% das empresas participantes do projeto – brasileiras, paraguaias, uruguaias e argentinas – nunca se conectaram com uma startup. Sobre o interesse em se conectar, 35% acenaram positivamente e 65% declararam que ainda estão em dúvida quanto a essa possibilidade. "Há o desejo e a necessidade de inovar. A aproximação com startups é um caminho possível e viável para isso", destaca Isabela.

A programação da quarta-feira se encerrou com visitas ao Instituto Senai de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica e ao Instituto Senai de Inovação em Engenharia de Polímeros, na região de Porto Alegre.

Focem Automotivo
O Projeto de Adensamento e Complementação Automotiva no Âmbito do Mercosul, coordenado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), é desenvolvido com recursos do Fundo para Convergência Estrutural do Mercosul (Focem), com o objetivo de fortalecer a competitividade das pequenas e médias empresas fornecedoras (ou potenciais fornecedoras) de bens e serviços para a cadeia produtiva de autopeças. Oitenta e oito empresas participam do projeto na Argentina (24), Brasil (44), Paraguai (10) e Uruguai (10) e estão especialmente do terceiro e quarto níveis de fornecimento, como forjarias, fundições, estamparias e fabricantes de peças plásticas e de borracha. 

O workshop que acontece desde ontem, 11, e vai até quinta-feira, 13, no Hotel Deville Prime, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, encerra as atividades do projeto, que teve início em 2010. Na quinta-feira, acontecerá uma rodada de negócios entre as empresas beneficiárias do projeto e compradores da indústria automotiva, além de uma cerimônia com concessão de "selos" de qualificação às empresas.

Participante do Focem Automotivo, Cassiano de David, da Metaldavid Metalúrgica, empresa de Caxias do Sul, afirma que a maior mudança com o projeto foi cultural. "Essa mudança nos trouxe uma melhoria em processos que resultaram em melhorias de produto e, por consequência, em um melhor atendimento aos nossos clientes. Internamente, reduzimos tempo de setup pela metade e conseguimos replicar as melhorias para outros produtos, para outras linhas, e isso representa maior competitividade de mercado."

O Focem Automotivo conta com o apoio de atores governamentais e privados dos quatro países do bloco: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul, Sindipeças, Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul; na Argentina, Ministério das Relações Exteriores, Ministério de indústria e Produção, além de associações de peças e componentes; o Ministério de Indústria e Comércio do Paraguai; e o Ministério de Indústria, Energia e Mineração do Uruguai.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas