Entidades nacionais reconhecem Laboratório de Inovação do Varejo

Entidades nacionais reconhecem Laboratório de Inovação do Varejo

Vinte entidades representativas do setor varejista nacional estiveram reunidas no Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), na sexta-feira (10), para participar da formalização do Fórum de Competitividade do Varejo (FCV), colegiado de caráter permanente e consultivo, criado pelo MDIC e coordenado pela Secretaria de Comércio e Serviços (SCS) da pasta, para promover a articulação do governo federal com o setor varejista nacional e as entidades da sociedade civil.  

Na abertura dos trabalhos, o ministro Marcos Jorge de Lima falou da iniciativa estratégica do Fórum. "O Fórum já existe desde 2015. Mas a partir de agora, tem atuação institucionalizada junto ao ministério e poderá propor ações para melhorar o ambiente de negócios, a competitividade e a produtividade do setor varejista nacional", afirmou o ministro, durante o ato de assinatura da portaria que instituiu o Fórum. Também subscreveram o documento o presidente da ABDI, Guto Ferreira, e o secretário da SCS, Douglas Finardi.

Segundo o ministro, "o governo está empenhado em contribuir com o crescimento desse importante setor que, atualmente, responde por 73,4% do PIB [Produto Interno Bruto] brasileiro. Só o setor de comércio e serviços é responsável por 67,8% das carteiras assinadas no país", destacou o ministro, ao citar ações de governo, como o Laboratório de Inovação do Varejo (ProVA), coordenado pela ABDI, em São Paulo, com o apoio do MDIC.

"O ProVA, brilhantemente coordenado pela ABDI, é a constatação de que é possível uma integração colaborativa, transparente e saudável entre governo e setor produtivo. O nosso foco está em estimular a inovação, contribuir para o aumento da produtividade e propor políticas públicas que estejam alinhadas com as demandas reais do setor produtivo. Esse é o grande mérito do laboratório", frisou o ministro.

Segundo o presidente da ABDI, Guto Ferreira, a iniciativa do Laboratório teve inspiração em metodologias ágeis utilizadas por empresas globais focadas em inovação. “É uma estratégia de vanguarda quando nos referimos a políticas de governo. E o maior objetivo é a transformação digital, a sensibilização para o envolvimento e engajamento de todo o setor produtivo em torno da competitividade do varejo, um setor extremamente importante no cenário econômico e na empregabilidade do Brasil”, avaliou Ferreira.

A gestora da diretoria técnica do Sebrae, Ana Clévia Guerreiro, ressaltou que "o ProVA confirma a importância do setor, lança um olhar do governo para a relevância que o comércio e serviços têm para a economia brasileira e direciona os investimentos para os aspectos mais importantes da tecnologia e da inovação. É um ambiente de apoio e troca não só dos grandes varejistas, mas principalmente dos pequenos e médios negócios que poderão ter acesso às inovações e tendências mais importantes no cenário mundial".

 Laboratório de Inovação do Varejo

Lançado em junho pela ABDI, com o apoio do MDIC, o Laboratório de Inovação do Varejo (ProVA) tem o objetivo de criar um ambiente para fomentar a integração entre a indústria e o varejo, possibilitando o desenvolvimento, o teste e a validação de novos produtos, modelos de negócios e soluções tecnológicas. Com equipe técnica própria, o ProVA conta com espaço físico dedicado, no Shopping Frei Caneca, em São Paulo.

De acordo com o coordenador técnico do ProVA, Walter Pieracciani, diretor da consultoria Pieracciani, responsável pela operacionalização do projeto, o Laboratório conta com diversas iniciativas para gerar inovação nas empresas, por meio de métodos e atividades, como hackatons, coworking, design thinking, visual merchandising e desafios tecnológicos. “Nos próximos 18 meses, serão realizadas mais de 100 atividades que impactarão mais de 9 mil varejistas. Até o momento, já selecionamos 40 startups, sendo que 4 já estão encubadas, firmamos três convênios e realizamos 10 mentorias junto aos varejistas e parceiros", contabilizou.

A conselheira da Associação Brasileira de Franchising (ABF), Cristina Franco, ressaltou que o ProVA é um trabalho sério e que fará diferença na vida dos varejistas, franqueadores e franqueados. "É algo inédito, inovador e que mostra que o Brasil tem jeito, tem juízo e que a gente pode seguir em uma corrente do bem, sendo o governo, através da sua agência, a ABDI, e a sociedade privada, organizada em suas entidades representativas do setor produtivo", observou.

Presidida pelo secretário de Comércio e Serviços do MDIC, Douglas Finardi, a reunião do Fórum de Competitividade do Varejo contou com mais de 40 representantes das entidades que integram o colegiado. Além de conhecerem os primeiros resultados do ProVA, os membros discutiram propostas de melhorias para os meios de pagamentos, os avanços da recém aprovada Reforma Trabalhista, o cenário do comércio eletrônico, e outros temas estratégicos para a construção de uma agenda positiva do varejo brasileiro no horizonte 2019-2022.

Conheça as entidades que integram o Fórum de Competitividade do Varejo:

  1. Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores – ABAD
  2. Associação Brasileira de Comércio Eletrônico – ABCOMM
  3. Associação Brasileira de Franchinsing – ABF
  4. Associação Brasileira de Supermercados – ABRAS
  5. Associação Brasileira de Shopping Centers – ABRASCE
  6. Associação Brasileira do Varejo Têxtil – ABVTEX
  7. Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção – ANAMACO
  8. Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – ABRASEL
  9. Associação Brasileira de Automação – GS1 Brasil
  10. Associação Brasileira de Automação para o Comércio – AFRAC
  11. Associação de Lojistas de Shopping – ALSHOP
  12. Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização – ABMAPRO
  13. Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico – Câmara E-Net
  14. Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – CNC
  15. Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas – CNDL
  16. Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil – CACB
  17. Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores – FENABRAVE
  18. Instituto Foodservice Brasil – IFB
  19. Instituto para Desenvolvimento do Varejo – IDV
  20. Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo – SBVC.
  • A ABDI e o Sebrae serão convidados a participar das reuniões do Fórum, porém, sem direito a voto.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas