ABDI enfatiza necessidade de modernização no Painel Telebrasil 2023

ABDI enfatiza necessidade de modernização no Painel Telebrasil 2023

Gerente de Novos Negócios representou ABDI em um dos principais eventos de telecom do país

O gerente de Novos Negócios da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Tiago Faierstein, participou nesta terça-feira (12/09), no hotel Royal Tulip Alvorada, em Brasília, da segunda mesa de debates do Painel Telebrasil Summit 2023. O encontro, considerado um dos mais importantes eventos de telecom do calendário nacional, reúne este ano cerca de 900 participantes em palestras e debates que se estenderão até esta quarta-feira (13/09).          

Faierstein integrou o Painel 2 acompanhado por representantes da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), de operadoras e da indústria de telecom. Denominado “Tempos de inovação: Transformando o Brasil em um gigante competitivo”, o debate aprofundou a abordagem multissetorial do encontro, na qual conectividade e transformação digital perpassam políticas setoriais de diferentes atividades econômicas, como agronegócio, desenvolvimento industrial, serviços públicos e privados e cidades inteligentes.         

“O setor industrial brasileiro precisa se modernizar para se tornar competitivo, precisa entrar nesse mundo de transformação digital para ter ganho de valor”, disse Faierstein. “É por isso que nós viramos advogados do 5G no Brasil. Porque o 5G é o que vai impulsionar a indústria 4.0”.       

O gerente da ABDI destacou o papel da Agência nesse cenário: o de fomentar o surgimento de novos modelos de negócios que favoreçam o crescimento industrial brasileiro por meio da digitalização. “A ABDI não quer ensinar a operadora, não quer ensinar todo esse ecossistema a fazer tecnologia. A gente quer apenas conectar um setor ávido por conectividade, que é o setor industrial brasileiro, com um setor ávido por modelos de negócios para a utilização das redes 5G, para fazer essas redes acontecerem no Brasil”, explicou.

Planilhas de Excel

Aos debatedores e espectadores presentes, Faierstein perguntou como promover esse encontro, isto é, como atrair o setor produtivo e mostrar a ele o quanto a conectividade pode trazer ganho de produtividade. “Eu brinco dizendo que o que falta são as planilhas de Excel”, provocou, apontando a necessidade de se evidenciar aos empresários brasileiros como eles podem se tornar competitivos e atingir novos mercados por meio de um uso cada vez mais incisivo de conectividade, especialmente em 5G.

“O que nós precisamos aqui é mostrar à indústria brasileira que, aderindo à conectividade, à indústria 4.0, à informação digital, ao lean manufacturing e a todas essas outras cadeias de tecnologias que existem decorrentes dessas inovações habilitadoras, ela vai crescer e gerar mais empregos, e isso gera retorno para o país.”

Ao chamar para reflexão o papel do Estado Brasileiro no fomento da conectividade no setor produtivo nacional, o gerente de novos negócios da ABDI reafirmou a permanente disposição da Agência de promover o ingresso de diferentes segmentos produtivos na Indústria 4.0. “A gente quer ser o braço para fazer essa conexão, entre oferta e demanda e, com isso, criar um novo nicho, que é o nicho de trabalhar conectividade dentro das empresas brasileiras”, concluiu.        

Ao lado de Tiago Faierstein, também integraram a mesa de debates do Painel Telebrasil o conselheiro da Anatel, Artur Coimbra; o CEO da Ligga Telecom, Adeodato Netto; o vice-presidente de pesquisa, desenvolvimento e inovação da Ericsson, Edvaldo Santos; e o CEO da Algar Telecom, Jean Borges.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas