ENCONTRE AQUI

Cidades Inteligentes

CONHECER PROJETO

Construindo as cidades do futuro.

As Cidades Inteligentes representam grande parte do potencial que a revolução digital possui para melhorar a experiência humana.

No dia 30 de outubro de 2018, a ABDI formalizou o convênio com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI), localizado dentro da Itaipu Binacional em Foz do Iguaçu/PR, com o objetivo de montar um Living Lab com 3 objetivos básicos:

1.     ser um ambiente de demonstração de tecnologias para cidades inteligentes;

2.     ser um local de realização de testes com foco em usabilidade, interoperabilidade e cybersegurança; e

3.     ser um ambiente de desenvolvimento de novas tecnologias para atender as demandas municipais.

O PTI se demonstra uma área favorável para implantação de um Living Lab visto que ocupa uma área de 750 mil m², sendo aproximadamente 50 mil m² de área construída.

No espaço coabitam empresas, universidades, centros de pesquisa, projetos de educação, empreendedorismo, cultura, inovação e negócios. Também conta com uma movimentação diária de mais de 9 mil pessoas entre funcionários, estudantes e colaboradores, e 1.5 mil veículos trafegando no ambiente, com uma circulação de mais de 1.1 mil visitantes por mês, em um ambiente que conta com uma infraestrutura de telecomunicações adequadas e rede de fibra ótica e câmeras de vigilância.

As tecnologias para cidades inteligentes contribuem para o processo de digitalização na economia, na medida que provocam redução de custos de infraestrutura básica e melhor gestão pública para gestores municipais, além de incluir o cidadão digitalmente em todos os serviços públicos, como administração, segurança e saúde.

Baseado nisso, o objetivo principal do Living LAB é de demonstrar e desenvolver tecnologias para os municípios brasileiros, para que ocorra o processo de digitalização da economia nos mesmos.

No âmbito do convenio realizamos as seguintes ações:

1.     Implantar uma rede de iluminação pública inteligente (ILP) (em área parcial do PTI);

2.     Implantar um sistema de monitoramento aéreo por Drones;

3.     Implantar uma sala de comando e controle no PTI;

4.     Integrar o conjunto de soluções já existentes ao tema: Smart PTI, Smart Farm e MoVE. 

Inicialmente, foi montada a Central de Comando e Controle Operacional, que além de operar as tecnologias adquiridas pelo convênio, integrará a operação e monitoramento de todas as tecnologias para cidades inteligentes existentes no Parque, tais quais:

1.     Sistema de Compartilhamento de Veículos Elétricos (car sharing);

2.     Sistema de Compartilhamento de Bicicletas (bike sharing);

3.     Medidores de água e energia inteligentes;

4.     Estação Meteorológica Inteligente.