Missão da ABDI à China busca parcerias para energias renováveis

Missão da ABDI à China busca parcerias para energias renováveis

Missão da Agência visita empresas chinesas que atuam na cadeia produtiva de energia fotovoltaica

A diretora de Economia Sustentável e Industrialização da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Perpétua Almeida, ao lado do gerente da Unidade de Nova Economia e Indústria Verde, Marcelo Gavião, integram uma missão da ABDI à China, começando pela cidade de Shenzhen, no sul do país. Entre os dias 20 e 25 de novembro, os representantes da Agência vão conhecer o modelo produtivo das empresas BYD, Norinco, Huawei e Sinoruse, que atuam na cadeia produtiva de energia fotovoltaica. A missão pretende buscar parcerias que garantam a transferência de tecnologia e fortaleçam o desenvolvimento do setor de energias renováveis do Brasil.

“Na ABDI, elaboramos o projeto das usinas fotovoltaicas, com o objetivo de fortalecer o desenvolvimento desse segmento industrial. Com isso, consequentemente, vamos reduzir a dependência externa que o Brasil tem hoje nessa cadeia tecnológica. Somos o segundo maior importador de painéis solares da China, ficando apenas atrás da Europa. Precisamos buscar alternativas que nos tornem mais competitivos nesse mercado”, explica Perpétua. Ela ainda destacou que é fundamental desenvolver parcerias estratégicas que garantam a transferência de tecnologias. “Dominar o conhecimento produtivo dessa cadeia é importantíssimo para o desenvolvimento sustentável do Brasil e vai colaborar para o cumprimento de metas ambientais e na redução das emissões de gases poluentes”.

Marcelo Gavião, gerente responsável pelo projeto Mais Energia Mais Brasil – Usinas Sociais de Geração de Energia Solar, destacou a importância da missão. “A agenda é uma grande oportunidade para estreitar os laços, ampliar capacidade de atrair investimentos para o nosso país e projetar uma indústria absolutamente conectada às necessidades do momento”. O objetivo do projeto é contribuir para a universalização do acesso à energia elétrica, a redução de custos, a descarbonização no processo de transição energética e o fortalecimento da indústria de energia renovável no Brasil.

A primeira visita foi à empresa BYD, importante fabricante mundial de painéis solares e carros elétricos. No Brasil, a empresa chinesa assumiu a antiga fábrica da Ford, em Camaçari, na Bahia. Com a presença do ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços e vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, lançou a pedra fundamental para construção de uma nova fábrica, que promete produzir o primeiro carro elétrico brasileiro.

Confira a agenda completa da missão da ABDI na China:

  • 20 e 21/11 – Reunião no escritório da BYD e visitas às unidades de produção células fotovoltaicas da empresa em Shenzhen.
  • 22/11 – Em Beijing, a missão visita ao Centro de Estudos e Desenvolvimento de Tecnologias voltadas à produção de energias renováveis da Huawei, pela manhã. E visita à fábrica de inversores solares, pela tarde.
  • 23, 24 e 26/11 – Reunião na sede da Norinco, em Beijing. Visitas ao centro de produção de equipamentos da cadeia produtiva de energias renováveis, e estudos de projetos na área da defesa.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas