No Dia Internacional da Mulher, diretora da ABDI destaca lutas históricas

No Dia Internacional da Mulher, diretora da ABDI destaca lutas históricas

Durante café da manhã para as colaboradoras, Perpétua Almeida lembrou conquistas das mulheres como o direito ao voto e a lei de igualdade salarial

Passeatas e mobilizações contra jornadas de trabalho de 16 horas por dia. O incêndio em uma fábrica de Nova York, em 1911, que matou 125 mulheres carbonizadas enquanto trabalhavam. A conquista do voto feminino assegurado pela legislação brasileira em 1932. E, em 2023, a sanção da lei que garante igualdade salarial entre homens e mulheres.

Essas foram algumas das lutas que ganharam destaque na fala da diretora de Economia Sustentável e Industrialização, Perpétua Almeida, na abertura do café da manhã em comemoração do Dia Internacional da Mulher nesta sexta-feira, 8, na Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

A diretora também ressaltou mulheres que fizeram história. É o caso de Gladys West, uma das responsáveis pela criação do GPS, e de Ada Lovelace, a primeira programadora de computadores e que escreveu o primeiro algoritmo a ser processado em uma máquina.

“Tudo isso nos encoraja, nos ajuda a seguir em frente e a saber que o nosso papel é de parceria. Para mim, a melhor parte de ser avó neste 8 de março é poder dizer que Helena, minha neta, nasceu sabendo que ela pode ser o que quiser”, disse.

Café da manhã - Dia das mulheres
Fotos: Lula Lopes/ABDI

Perpétua também lamentou os números de feminicídio nos últimos anos. Segundo pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, desde a criação da lei em 2015, o Brasil registrou ao menos 10.655 feminicídios. Apenas no ano passado, foram 1.463, uma alta de 1,6% em relação ao ano anterior.

“Hoje é um dia de comemoração, mas também de luta, de reafirmação dos direitos de luta pela igualdade”, afirmou o presidente da ABDI, Ricardo Cappelli. “A mulher é especial e eu aprendi isso desde pequeno, a olhar as mulheres sempre como pessoas especiais, lutadoras e muito mais fortes do que nós, homens. O pulsar de qualquer nação, de qualquer povo, passa pelas mulheres”, acrescentou o diretor de Desenvolvimento Produtivo e Tecnológico, Carlos Geraldo.

No café da manhã, foi exibido um vídeo comemorativo em homenagem às 87 mulheres que integram o quadro de funcionárias da Agência, representando mais da metade dos colaboradores. Sete delas lideram projetos fundamentais para o desenvolvimento da indústria.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas