Painel virtual apresenta Plataforma de Compras Públicas de Inovação

Painel virtual apresenta Plataforma de Compras Públicas de Inovação

Projeto irá fomentar o ecossistema de inovação do país ao auxiliar gestores públicos na contratação de soluções tecnológicas

Uma plataforma de compras públicas de inovação, iniciativa do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Ministério da Economia, com apoio da ABDI e do Instituto Tellus, foi apresentada nesta quarta-feira (10), em painel virtual durante a Semana de Inovação realizada pela ENAP. O instrumento vai permitir que gestores de todas as esferas conheçam os instrumentos de compras públicas de soluções inovadoras e façam conexões com diversos atores do processo.

Líder de projetos do Instituto Tellus, Carlos André Veloso apresentou o protótipo da plataforma. “A ideia é que não seja apenas um portal, mas que evolua para um modelo de plataforma, conectando necessidades e ofertas, com toda uma rede envolvida e engajada”, afirmou. A plataforma tem um formato de jornada e foi desenhada dessa forma a partir das necessidades apresentadas pelos próprios gestores em todo o país.

Ele explicou que em muitas plataformas estáticas o usuário consegue obter a informação, mas fica sem saber como aplicá-la. A plataforma que está sendo desenvolvida apresenta as etapas da jornada, que tem duas trilhas, para que o usuário consiga chegar à contratação pública de inovação.

A diretora do Centro de Promoção de Cultura de Inovação do TCU, Maria Paula Lins, reforçou a necessidade de a plataforma ser um espaço de engajamento para além de um banco de referências para compras públicas de inovação. “Fizemos várias rodadas de diagnósticos para o projeto e, quando fomos rodar esse protótipo, ficou mais clara a necessidade de ser um espaço de formação de rede, de conexão entre gestores públicos, de controle, mercado, financiadores”, disse.

De acordo com ela, a plataforma precisa gerar valor concretamente para apoiar iniciativas nesse sentido e dar um pouco mais de segurança para quem vai realizar compras públicas de inovação. “E vamos lançá-la ainda este ano, no mês novembro”, prometeu.

Os projetos da ABDI voltados para compras públicas para a inovação foram apresentados pela analista de Produtividade e Inovação da Agência, Júnia Casadei. “Primeiro, em parceria com o Ipea, criamos o Hubtec, uma plataforma voltada à difusão de conhecimento sobre compras públicas para encomendas tecnológicas. Ali reunimos todas as informações necessárias para os gestores, além de cursos e eventos”.

Em um segundo momento, a Agência firmou uma parceria com a Embaixada do Reino Unido e lançou o curso ABDI-Nesta Challenges: Prêmios para Inovação, uma capacitação on-line para gestores públicos, agentes do Sistema S e terceiro setor. O curso apresentou as tendências mundiais e as recomendações sobre o desenvolvimento de um programa de premiação dentro do contexto da inovação brasileira.

“Essa experiência resultou numa parceria com a ANA, que é um Prêmio para a Inovação, que estamos chamando de Desafios para Inovação. E agora nesta outra parceria, que é a criação da Plataforma de Compras Públicas de Inovação, um trabalho conjunto com o TCU, Ministério da Economia e Instituto Tellus”, disse, enfatizando que a expectativa é que o instrumento realmente ajude os gestores a compreender e a realizar o processo de contratação.

O secretário de Inovação e Micro e Pequenas Empresas do Ministério da Economia, Bruno Portela, destacou o poder de compra do Estado.  “Nas últimas duas décadas, o Estado comprou de 10 a 15% do PIB, o equivalente a R$ 600 bilhões a 800 bilhões. No ano passado tivemos investimento anjo recorde em inovação de R$ 1 bilhão”.

Para demonstrar esse poder de compra, Portela exemplificou: “Ao usar apenas 1% da compra das últimas duas décadas, o país teria seis vezes esse valor do investimento anjo: R$ 6 bilhões. Agora o investidor “anjo” pode ser o próprio Estado, investindo R$ 6 bilhões em inovação. Isso significa que a plataforma irá, inclusive, fomentar o ecossistema de inovação no país”, explicou.

 

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas