Para Chairman da Hyperloop TT, Brasil se tornará parte da logística do futuro

Para Chairman da Hyperloop TT, Brasil se tornará parte da logística do futuro

Confira entrevista com Bibop Gresta, que compareceu à Inova Arena da Game XP

A logística é um gargalo para o desenvolvimento econômico do país, que tem custos altos com transporte, com mais de 60% dos produtos levados por rodovias. A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Hyperloop TT firmaram uma parceria este ano, para instalar um Centro Global de Inovação em Logística na cidade de Contagem (MG).

O local abrigará uma divisão de pesquisas, um laboratório de fabricação e um ecossistema de empresas líderes globais, startups, universidades, inovadores, cientistas e governos interessados em encontrar soluções para o setor.

A Hyperloop TT desenvolve um modal que consiste em uma cápsula, que pode alcançar até 1,2mil km/h.  O sistema utiliza plataformas elevadas e foi desenvolvido para funcionar sem o atrito e a resistência do ar. A tecnologia envolve levitação magnética e bombas a vácuo para eliminar o ar dos tubos por onde a cápsula se locomove.

Presente na Game XP e com estande na Inova Arena, a Hyperloop TT levou a tecnologia da Realidade Virtual para que o público experimentasse a sensação de viajar pela cápsula. O diretor da empresa, Bibop Gresta, compareceu à feira e conversou com o Portal da ABDI. Confira:

Qual a sua avaliação sobre a parceria com a ABDI?

Bem, eu acho que a ABDI tem sido bem proativa nos últimos anos para promover a inovação. Estamos no Brasil para estabelecer uma presença real, e começamos em Minas Gerais, especificamente em Contagem, para o desenvolvimento essencial de um Centro Global de Inovação. Estamos nos estabelecendo por lá, e a ABDI tem sido um parceiro muito proativo conosco. Nós acreditamos fortemente no Brasil, e o Brasil pode se tornar parte da logística do futuro.

Por que investir no sistema de transporte proposto pela Hyperloop?

Hyperloop é uma nova geração de tecnologia que será totalmente disruptiva. Começamos pelo conceito de resolver um problema sem criar outro. Um dos grandes problemas foi que, atualmente, a indústria de transporte está baseada no subsídio. Ninguém lucra. Investir na Hyperloop significa investir numa nova visão, numa nova forma de infraestrutura que não baseia sua economia no consumo. Isso é superimportante porque, agora, tudo que você utiliza, seja ônibus, metrô, trem, tudo isso utiliza nossos impostos, nossos subsídios.

A Hyperloop pode recuperar o investimento inteiro em 8 a 15 anos, dependendo de onde você construir. Num país com alta densidade populacional como o Brasil, esse tempo também pode ser reduzido. Isso significa que podemos usar a abundância que a Hyperloop cria para realmente investir em coisas que precisamos, como educação, novas casas, novo sistema de energia. É isso que eu desejo para o Brasil.

Por que a Hyperloop está na Game XP?

Acho que é muito importante estar realmente conectado aos engenheiros, designers e mentes criativas do futuro. Estão todos aqui jogando games e interagindo com novas tecnologias. Esse é o lugar onde a Hyperloop deve estar, para realmente trazer essas maravilhosas novas mensagens que nós, tecnólogos, podemos de fato remodelar todo o nosso futuro. Temos tecnologia para resolver todos os problemas da humanidade. Precisamos que algumas dessas crianças comecem a pensar em como resolvê-los.

Adoro ver que muitas delas focam no novo aplicativo, ou no novo game, mas precisamos também que algumas delas pensem nos problemas reais. Transporte, energia, alimentação, moradia, e tenho certeza que entre elas temos o CEO da fundadora da nova geração de tecnologia.

Como e onde são os projetos da Hyperloop pelo mundo?

Nesse momento estamos trabalhando em 11 países. Conseguimos assinar acordos com governos ao redor do mundo. Nós temos não só os estudos de viabilidade, temos também projetos em fase de implementação. Em Abu Dhabi, na Ucrânia e na China temos de fato projetos para construir linhas comerciais. Então não é mais uma tecnologia do futuro, estamos realmente construindo.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas