Pernambuco terá apoio para promoção da metodologia BIM

Pernambuco terá apoio para promoção da metodologia BIM

Por meio de um acordo de cooperação técnica, ABDI e ABIM-PE promoverão cursos, webinars e eventos sobre Modelagem da Informação da Construção

Com o objetivo de disseminar o uso da metodologia Building Information Modelling (BIM) ou Modelagem da Informação da Construção no Estado de Pernambuco junto ao setor da construção civil, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Associação para Desenvolvimento e Promoção do BIM no Estado de Pernambuco (ABIM-PE) firmaram um acordo de cooperação técnica (ACT).

A mútua cooperação inclui a realização de cursos, webinars e eventos que servirão para apoiar os profissionais do setor no uso de BIM. A parceria foi motivada pelo avanço nos marcos legais brasileiros referentes ao uso da metodologia BIM no Brasil, entre os quais o Decreto n° 10.306/2020, que prevê o uso preferencial de BIM nas licitações para contratação de obras públicas, a partir de abril de 2024. A expertise da ABDI na disseminação de BIM também foi determinante, já que desde 2017 a Agência atua no fortalecimento da competitividade e modernização do setor de Arquitetura, Engenharia e Construção.

“Atenta à importância da disseminação de conhecimento acerca do uso de BIM em todo território nacional, essa é mais uma parceria importante para a ABDI. Nós nos dedicamos a projetos específicos para o setor e viabilizamos diversas capacitações, a fim de contribuir para elevar a qualidade, produtividade e eficiência da construção civil brasileira. Entre os anos de 2021 e 2023, as nossas iniciativas já capacitaram mais de 7 mil profissionais”, destaca o analista de Produtividade e Inovação da ABDI, Leonardo Santana.

BIM

É uma solução digital desenvolvida para planejar um empreendimento do setor da construção civil do início ao fim. Ela é formada por um conjunto de elementos que necessariamente incluem: tecnologia (softwares), processos digitais (metodologias) e pessoas. A criação de uma obra em BIM possibilita o acesso a um conjunto de informações inteligentes capaz de simular os detalhes estruturais do empreendimento, da elaboração à execução, antes mesmo do início dos trabalhos. BIM pode ser aplicado, inclusive, em todo o ciclo de vida da edificação, da concepção à demolição e reuso.

Vantagens

Melhor compreensão da obra e aumento da produtividade a partir de informações como: previsibilidade de prazo para conclusão da obra; orçamento total necessário para investimento; maior controle dos processos por parte da empresa; redução de erros; transparência para obras em licitação.

BIM no Brasil

Desde janeiro de 2021, obras e serviços de engenharia contratados por alguns órgãos da Administração Pública Federal devem ser executados em BIM. De acordo com o decreto 10.306/2020, a exigência acontece em três fases, sendo a primeira etapa, iniciada em 2021, dedicada somente a projetos. A partir de 2024, projetos e obras passam a ser incluídos nas exigências de BIM. E a partir de 2028, todas as fases da edificação (projetos, obras e pós-obras) passam a ser consideradas. Além disso, a nova lei de licitações, Lei n. 14.133/21, prevê o uso preferencial de BIM nas licitações para contratação de obras públicas, a partir de abril de 2024.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas