Porque usar e quanto custa o CRM e ERP para MPEs

Porque usar e quanto custa o CRM e ERP para MPEs

Terceira mentoria coletiva do Jornada Digital foi dedicada ao uso do CRM e ERP. As Lives Jornada Digital estão sendo realizadas às quintas-f

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) escolheram como tema da terceira live de mentoria coletiva do programa Jornada Digital a utilização do CRM e ERP para gestão empresarial do relacionamento com clientes e vendas. A quarta e próxima live, da série de cinco eventos, será realizada na quinta-feira, dia 04/11. 

Conforme explica Adryelle Pedrosa, Gerente da Unidade de Transformação Digital da ABDI, o uso das ferramentas ainda é campo desconhecido pelas empresas.  “As empresas têm grande dificuldade em lidar com o CRM e ERP, por ainda não conhecer, não saber como implementar ou até mesmo entender os benefícios dessas tecnologias”, explica.

Complementando, Marcel Levi, da FVG, destacou que os empresários não tem a materialidade acerca das ferramentas e sistemas. “Estamos trazendo na prática como essas ferramentas podem ajudar dentro da micro e pequena empresa”, destacou Marcel Levi.

O sistema ERP  é um sistema cujo foco é a gestão empresarial, relacionado às rotinas internas da organização com o objetivo de integrar todos os setores da empresa, ampliando a comunicação de todas as áreas. Já o CRM está especificamente ligado ao relacionamento com clientes e vendas.

Quanto à funcionalidade, o ERP utiliza informações reunidas em uma única base de dados, facilitando o acesso. Por meio da automatização, possibilita a coleta de dados e em tempo real, dispensa a execução manual do processo. O CRM constrói uma base de dados sobre os clientes, com dados de contato categorizados, além de fornecer e armazenar um histórico de interações com os consumidores.

Segundo Luiz Henrique Soares, executivo da TOTVS SA e convidado da live, o mercado que fornece os sistemas de ERP e CRM é vasto e oferece uma gama de produtos que pode ser desenhado com as características culturais de cada empresa. “Existem softwares com custos que vão equivaler àquilo que a empresa pode pagar, além de uma ampla gama de produtos para evoluir o negócio de cada micro e pequena empresa. É um investimento que vai fazer  a empresa crescer, ser estruturada e o empresário ter o controle das operações sem precisar do papel”, afirmou.

Outra vantagem dos sistemas é a possibilidade de gerar indicadores de desempenho de produtividade. Os indicadores permitem uma visão ampla ao gestor, que acompanha em detalhes os pontos positivos e processos que precisam ser melhorados dentro da empresa. A live mostrou de forma prática os custos e como como utilizar as ferramentas. 

Jornada Digital

Com o Jornada Digital, a ABDI vai ajudar as MPEs a modernizar seus negócios. Para isso, vai mapear, em parceria com FGV, nível de digitalização dessas empresas. As Lives Jornada Digital estão sendo realizadas às quintas-feiras e exploram vários temas sobre soluções digitais.
 

Perdeu o evento? Assista:

 

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas