ENCONTRE AQUI

ABDI e MAPA lançam segundo Edital do Agro 4.0

Concurso vai selecionar oito projetos de Ambientes de Inovação para adoção e difusão de tecnologias 4.0 para o agronegócio. Inscrições começam no dia 14/02

UCM | 10/02/2022

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), lançam nesta quinta-feira (10/02), o segundo Edital do Agro 4.0. O novo concurso vai selecionar oito projetos-pilotos de Ambientes de Inovação, nas cinco regiões do país, que irão receber, ao todo, R$ 1,5 milhão para disseminar práticas de adoção e difusão de tecnologias 4.0 para o agronegócio.

Conheça aqui o Edital

 Acesse o FAQ

As inscrições começam na próxima segunda-feira (dia 14/02). Para participar, os interessados devem se inscrever até o dia 9 de março, pelo seguinte endereço: agro40.abdi.com.br

Para o presidente da ABDI, Igor Calvet, o objetivo agora do segundo Edital é fomentar a adoção de tecnologias, nas cinco regiões do país, de uma maneira diferente, apostando nos Ambientes de Inovação, numa rede colaborativa, envolvendo parques tecnológicos, cooperativas, produtores locais, provedores de tecnologia. “Será um círculo virtuoso para continuar apoiando a modernização e a inclusão tecnológica do campo no Brasil. Em quaisquer áreas do campo, mas sobretudo nas áreas que querem se modernizar e aumentar sua produtividade”.

Para a primeira categoria, será selecionado um projeto da região Sul, que receberá R$ 300 mil. Na categoria 2, o projeto da região Sudeste também irá receber esse valor. Da região Centro-Oeste, serão escolhidos até dois projetos, com prêmio de R$ 150 mil para cada um. O mesmo irá ocorrer para as regiões Nordeste e Norte.

Os participantes devem formar grupos de trabalho, compostos pelo proponente/ambiente de inovação (parques tecnológicos, polos, incubadoras, aceleradoras, hubs de inovação, cooperativas agropecuárias e agroindustriais etc), empresas usuárias do setor produtivo (produtor rural, agroindústria ou cooperativa agropecuária/agroindustrial) e provedores de soluções tecnológicas (fornecedores e startups).

Os projetos devem estar alinhados a cinco temas: uso eficiente de recursos naturais e insumos; de maquinário; segurança sanitária e bem-estar do animal; otimização de logística; e rastreabilidade.

Ambiente de Inovação

É um espaço adequado para a realização de inovações, promovendo a cultura de adoção e de difusão de tecnologias no setor produtivo, por meio da articulação de empresas, academia/instituições, governo e sociedade.

Edital 1

O primeiro Edital do Agro 4.0 foi lançado em 2020 e selecionou, entre 100 propostas de todo o Brasil, 14 projetos-pilotos de adoção e difusão de tecnologias 4.0 no campo. Os selecionados utilizaram tecnologias como internet das coisas, sensoriamento remoto, geolocalização, inteligência artificial, analytics e robótica no agronegócio.

As aplicações das tecnologias renderam importantes resultados para a agropecuária. Entre eles, redução de 70% no uso de herbicidas; potencial de redução em 20% da quantidade de água para irrigação e de 30% no custo de energia elétrica; redução de até 25% na emissão de poluentes na pecuária e redução de 50% no uso de inseticida químico.