ENCONTRE AQUI

ABDI inicia projeto em economia circular com a cadeia do plástico

Acordo de cooperação técnica foi assinado com a Abiplast para incentivar a chamada logística reversa e gerar impactos socioambientais e econômicos positivos

Gabriel Fialho | 02/12/2019

A produção e o consumo consciente são cada vez mais uma necessidade para um futuro sustentável. A Economia Circular prevê a continuidade do uso dos materiais após o final do seu ciclo de vida, o que diminui impactos ambientais e gera novos recursos econômicos. E para incentivar a chamada logística reversa, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Associação Brasileira do Plástico (Abiplast) assinaram um Acordo de Cooperação Técnica.

“A Economia Circular é uma tendência mundial e o que estamos fazendo é iniciar um projeto que olha para o futuro ao pensar sobre produção e consumo sustentáveis. O setor de plásticos está presente na nossa vida mais do imaginamos e também está presente nos outros setores industriais. É um segmento fundamental e que, por isso, destaco a disposição da ABDI em construir projetos conjuntos em prol da indústria”, afirmou Igor Calvet, durante a assinatura do acordo com o presidente da Abiplast, José Ricardo Roriz.

Diariamente, temos contato com materiais plásticos nas mais diversas atividades, sendo muitos deles descartados. Em 2016, o índice de reciclagem de embalagens pós-consumo foi de 25,8%, o equivalente a 550 mil toneladas, de acordo com dados da Fundação Instituto de Administração Picplast. Aumentar esse índice será uma das consequências da cooperação entre a ABDI e a Abiplast.

“Essa ação está em acordo com um movimento maior que é o da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Essa política traça todas as diretrizes de como tratar os resíduos e desdobra-se em diversas cadeias, uma delas é o plástico. Com essa iniciativa, vamos prolongar o ciclo de vida dos produtos e gerar impactos econômicos e socioambientais positivos”, destaca Júnia Casadei, coordenadora de Produtividade e Competitividade da ABDI.

A cada tonelada de material reciclado há uma economia média de 75% de energia e de 450 litros de água, além da geração de mais de três empregos de catadores. O objetivo da ABDI é iniciar o projeto de Economia Circular com a cadeia do plástico. Em parceria com a Abiplast, serão selecionando municípios que, preferencialmente, tenham coleta de recicláveis para os projetos pilotos. No futuro, a ideia é expandir as ações para outros setores.