ENCONTRE AQUI

ABDI lança plataformas com dados sobre o nível de digitalização da economia

Iniciativa faz parte de esforço coletivo para reunir informações sobre a transformação digital do país

CCOM | 06/04/2021

O grande impulso que a pandemia do coronavírus deu à transformação digital criou também a necessidade de o país mensurar a digitalização da sua economia. Foi com essa preocupação que a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), elaborou o Painel de Monitoramento da Digitalização e o Índice de Transformação Digital do Brasil.

As plataformas foram desenvolvidas para reunir, organizar e sistematizar as informações já existentes sobre processos de transformação digital do país e do mundo. E oferecem também avaliações e análises sobre as mensurações.

Para a ABDI a plataforma permitirá diagnosticar as prioridades imediatas para o processo de transformação digital no Brasil, traduzindo em ações e projetos setoriais. “As plataformas possuem grande importância, pois permitem mensurar a transformação digital e compreender os níveis de maturidade de cada país, as necessidades de melhoria e os desafios futuros”, explicou Raphael Lennie, analista de produtividade e inovação da Agência.  

Painel da Transformação Digital ABDI

O Painel da Transformação Digital ABDI está dividido em seis dimensões diferenciadas, que abrangem um conjunto de 49 indicadores. São elas: infraestrutura, inclusão digital, emprego, negócios, inovação e cidadania digital. A base de dados apresenta informações de 52 países selecionados, permitindo consultas individuais ou agrupadas por blocos e grupos econômicos como o Mercosul, OCDE, BRICS e G-20.

O objetivo da ferramenta é observar e monitorar o fenômeno da transformação digital do Brasil comparado a outros países, e medido em diferentes dimensões, como sociedade, empresas, governo e a economia dos países.

Acesse aqui

Índice de Transformação Digital do Brasil

O Índice tem como principal objetivo comparar as transações da economia brasileira no universo digital em relação a um conjunto de países selecionados. A ideia é acompanhar o desenvolvimento da migração das relações entre governo, mercado (empresas) e consumidores (cidadãos) para o universo digital. A ferramenta resultou do agrupamento de 46 indicadores em quatro dimensões (estrutura produtiva, ambiente empresarial, cultura digital e segurança e participação). 

Acesse aqui