ENCONTRE AQUI

ABDI prorroga prazos do programa Conexão Startup Indústria por causa da COVID-19

Participantes poderão entregar as Provas de Conceito da quarta etapa em 30 de junho

Paula Fettermann | 27/04/2020

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) está adequando os prazos de seus projetos às necessidades criadas pela crise provocada pela pandemia de coronavírus. Por esse motivo, o programa Conexão Startup Indústria prorrogou o prazo para a entrega das Provas de Conceito (POCs) desenvolvidas na quarta etapa desta edição para 30 de junho, podendo ser reavaliado caso necessário.

A entrega dos relatórios da segunda edição do Programa Conexão Startup Indústria também foi prorrogada em 30 dias após a data de entrega das provas. As atas devem contemplar todos os processos da POC, inclusive as etapas que apresentam os impactos causados pela crise do coronavírus.

Após o recebimento das Provas de Conceito, as indústrias deverão emitir atestado de recebimento contendo identificação das empresas envolvidas, objeto, ateste de produtos e serviços, além da assinatura dos Coordenadores, e encaminhá-lo à ABDI pelo endereço eletrônico startupindustria@abdi.com.br, em até 30 dias após a disponibilização da solução pela startup.

A quinta e última etapa desta edição do Programa definirá a agenda de novas estratégias para a inovação. As informações das conexões geradas pelo Programa Conexão Startup Indústria serão compiladas e analisadas pela ABDI e servirão como referência para a construção de novas estratégias de apoio à inovação e desenvolvimento da indústria. O evento final da edição está previsto para o mês de agosto.

O programa

Esta é a segunda edição do programa, que desta vez envolveu o ecossistema português. Tem como proposta ser a ponte para estimular um novo caminho de inovação, conectando soluções de startups às necessidades da indústria para gerar os melhores resultados.

Na primeira edição, em 2017, o Edital Startup-Indústria premiou 27 startups escolhidas por 10 das mais inovadoras indústrias do Brasil (BRF, Embraer, Natura, 3M, Embraco, Ericsson, Libbs, Votorantim Cimentos, Caterpillar e Dow) para o codesenvolvimento de 32 soluções, e gerou 27 cases de sucesso de relacionamento e 10 soluções implementadas.