ENCONTRE AQUI

Conecta Startup Brasil vai desenvolver soluções inovadoras para empresas do país

Programa teve chamada de inscrição lançada nesta quarta-feira (08) e selecionará 50 empresas

Fernando Rotta | 08/05/2019

O Conecta Startup Brasil lançou, nesta quarta-feira (08), a chamada de seleção para as empresas interessadas em participar da iniciativa. Serão selecionadas 50 empresas que poderão apresentar suas demandas tecnológicas. O principal objetivo do programa é incentivar a inovação no Brasil, como explica o presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Guto Ferreira. “A ideia é aumentar a densidade de indústrias e empresas que estão mais preparadas para lidar com novos tipos de inovação, sejam startups ou open innovation em geral. Também, aumentar a densidade de startups preparadas para lidar com o mercado”. 

Guto Ferreira aponta ainda que o Conecta Startup Brasil tem como base demandas reais do setor produtivo. “Partimos de pedidos tecnológicos explicitados pelas empresas dos mais diversos ramos”. O programa é uma iniciativa da ABDI, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), da Softex e tem como parceiro o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A iniciativa foi lançada no fim de 2018, durante o segundo Fórum da Inovação, em São Paulo.

As empresas inscritas poderão listar até oito demandas tecnológicas. À medida que o programa se desenvolve serão escolhidas duas carências a serem trabalhadas pelas startups. “Queremos selecionar 50 empresas interessadas em postular problemas a serem solucionados por startups que serão convocadas a participar do programa em um segundo edital”, destaca o secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC, Paulo Alvim, lembrando que o Conecta Startup Brasil é um projeto de abrangência nacional com atividades regionalizadas. 

Com as demandas das empresas listadas, será aberto no dia 27 de agosto o chamamento para as startups. As iniciativas selecionadas podem receber até R$ 200 mil reais para a elaboração da solução. Serão quatro etapas de desenvolvimento. Na primeira, serão escolhidas 100 startups, que vão receber um investimento de R$ 20 mil. Com o avançar do programa, a quantidade de empreendedores acelerados diminui, mas o investimento aumenta. Na segunda linha de corte, será prestada mentoria para 50 startups, que vão receber mais um aporte de R$ 30 mil. As 25 finalistas recebem R$ 50 mil e quando a solução estiver bem desenvolvida, poderá haver a aplicação de R$ 100 mil de entidades investidoras.

O programa pretende atacar um problema do sistema de inovação, a perenidade das startups. Uma pesquisa da Fundação Dom Cabral identificou que pelo menos 75% das empresas de base tecnológica morrem em até um ano. A ideia é alterar esse cenário reduzindo esse elevado índice de mortalidade. 

“As startups terão a oportunidade de desenvolver soluções de mercado. Identificamos conjuntamente em dois programas – o StartUp Brasil e o Startup Indústria – que há uma grande demanda por soluções inovadoras, mas que é preciso estimular a capacitação dessas startups”, explica Diônes Lima, vice-presidente da Softex. O Startup Indústria foi desenvolvido pela ABDI em 2017/2018 e trabalhou o incremento de soluções para 10 grandes indústrias do mercado brasileiro. 

Confira a íntegra da chamada para as empresas no endereço: https://conectastartupbrasil.org.br/