ENCONTRE AQUI

Macapá receberá tecnologia para mobilidade urbana inteligente

ABDI leva Living Lab para a capital amapaense e transforma Macapá em referência de Cidades Inteligentes na Região Norte do país . Primeira entrega é de tecnologias voltadas à mobilidade urbana inteligente.

CCOM | 07/12/2020

Para acelerar o processo de transformação digital dos municípios do norte brasileiro e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos da região, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), em parceria com a Prefeitura de Macapá, irá implementar um ambiente de demonstração de soluções tecnológicas para Cidades Inteligentes na capital amapaense, o Living Lab. A ideia é que Macapá seja referência no Norte do país, com soluções replicáveis em outros municípios da região. 

As instalações começaram nesta segunda-feira (07/12), com a entrega dos equipamentos que serão utilizados para a implementação do Centro de Comando e Controle de Operações (CCO) e das soluções de mobilidade urbana envolvidas no projeto. A iniciativa prevê a instalação de 36 semáforos inteligentes, em 12 cruzamentos de intenso fluxo de veículos e de comércio local.

Entre os locais que receberão os equipamentos estão as Avenidas Guanabara e Leopoldo Machado, que ligam o centro da cidade à zona norte. O investimento total da ABDI nas ações de mobilidade é de R$ 5 milhões. “São pontos importantes da cidade. Os semáforos são capazes de identificar o número de veículos em cada uma das vias e liberar o fluxo de acordo com a demanda, e que independem de controle externo para variar a sua programação, criando uma rede inteligente”, explica Valder Moura, diretor da ABDI. 

Os semáforos mudam, em tempo real e automaticamente, o seu método de funcionamento com o uso de inteligência artificial. A adoção desta tecnologia, de maneira geral, promove maior qualidade na circulação viária e a previsão de melhorias em torno de 20% a 30% no fluxo. "Os semáforos inteligentes facilitam o fluxo de ambulâncias, carros de polícia e bombeiros. Tem uma série de vantagens. É a implantação na prática do projeto de cidades inteligentes em Macapá", destacou o prefeito da cidade, Clécio Luis, durante a entrega dos equipamentos. 

 

Outras quatro câmeras de reconhecimento de placas também estarão dispostas na cidade, auxiliando na gestão do tráfego, com um software que aponta as ocorrências usando inteligência artificial. O monitoramento traz mais segurança para os pedestres e para motoristas, em caso de acidente ou outro sinistro na via.

Soluções voltadas à iluminação (com luminárias inteligentes) e gestão informatizada e inteligente da segurança pública também serão testadas e aplicadas na região, de modo interconectado, com uso de Inteligência Artificial. “Com a criação do ambiente de demonstração, é possível instalar tecnologias que atendam às demandas municipais, contando com a participação de empresas de base tecnológica, em parceria com o ecossistema de inovação regional. Isso tem impacto direto na qualidade de vida do cidadão macapaense”, acrescenta. 

Cidades do futuro

A ação em Macapá faz parte dos projetos de Cidades Inteligentes da ABDI, que envolve a integração de tecnologias como Internet das Coisas (IoT), Big Data, Inteligência Artificial e Conectividade. A ABDI tem como missão disponibilizar tecnologia para o setor produtivo brasileiro e para os gestores públicos.“A nossa economia será transformada por meio da tecnologia, e o nosso papel é colocar a tecnologia à disposição para o setor produtivo brasileiro, num primeiro momento, e também para as cidades brasileiras”, ressaltou Valder Moura.