Quer participar do Brasil Mais Produtivo? Acesse a Plataforma de Produtividade

Micro, pequenas e médias indústrias que desejam receber apoio do programa podem se cadastrar. Veja passo a passo

Se você tem uma micro, pequena ou média indústria, é bem provável que, diariamente, você lide com desafios de gestão e produtividade. Reduzir custos, produzir mais com menos, incorporar as novas tecnologias nos processos e ter trabalhadores qualificados são preocupações comuns dos empresários no país.

Lançado em novembro do ano passado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) com a parceria, dentre outras, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), o novo Brasil Mais Produtivo tem a meta ambiciosa de apoiar 200 mil micro, pequenas e médias empresas do setor industrial na superação desses desafios – dessas, 93 mil terão atendimento presencial do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI)

Além de diagnóstico gratuito, o programa federal oferece serviços de consultoria, educação profissional e apoio financeiro para melhorar a gestão, otimizar processos e promover o uso de tecnologias na empresa, pilares indispensáveis para a competitividade dos negócios. 

A porta de entrada do Brasil Mais Produtivo, disponível para empresas industriais de qualquer lugar do país, é a Plataforma de Produtividade, que pode ser acessada pelo site do Brasil Mais Produtivo. No ar desde 31 de janeiro, a plataforma é de simples navegação. Antes de realizar o cadastro e registrar interesse nos serviços, porém, é bom conhecer as etapas do programa. Isso porque o portal tem duas funcionalidades:

  1. Disponibilizar cursos de aperfeiçoamento profissional, conteúdos e ferramentas de gestão e produtividade, como o diagnóstico de maturidade digital e o mapeamento de processos, para o empresário utilizar com autonomia, quando quiser;
  2. Direcionar e registrar o interesse para outros produtos do programa, estruturado em modalidades, como o atendimento presencial dos Agentes Locais de Inovação (ALI); educação profissional e consultorias em manufatura enxuta e eficiência energética; e avaliação das possibilidades de transformação digital, junto a projetos de pesquisa e investimento, processo de contratação e acompanhamento na implementação das tecnologias. 


Ou seja, a Plataforma de Produtividade do Brasil Mais Produtivo é a oportunidade de o empresário, independentemente de onde ele estiver, aprender e colocar o conhecimento em prática com instituições que são referência no país em gestão e inovação. No sistema, ele também registra interesse no atendimento personalizado das consultorias e do apoio financeiro.

Empresários do setor de comércio ou serviços também podem participar do programa, se inscrevendo no portal do Sebrae, que também é acessado na opção “Para Comércios e Serviços” no site do Brasil Mais Produtivo.

Maior programa de produtividade e inovação do país 

Maior e mais abrangente programa de apoio à produtividade e à transformação digital para micros, pequenas e médias empresas do país, o Brasil Mais Produtivo é coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).

O programa tem como executores o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e conta com as parcerias, além da ABDI, da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES). 

Fonte/arte: Agência de Notícias da Indústria

Multimídia

MetaIndústria