Região de Roraima é incluída no Programa de Arranjos Produtivos Locais

Região de Roraima é incluída no Programa de Arranjos Produtivos Locais

O setor selecionado foi o de frutas processadas. O trabalho terá o apoio da prefeitura de Rorainópolis

Os municípios de Rorainópolis, Caracaraí, Caroebe, São Luiz do Anauá e São João da Baliza, no sul do estado de Roraima, serão inseridos no Programa de Arranjos Produtivos Locais do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O ministro Marcos Jorge e o diretor de Desenvolvimento Produtivo e Tecnológico da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Miguel Nery, assinarão o documento de inclusão dos municípios no Programa nesta sexta-feira (19), em Rorainópolis. Também estarão presentes na cerimônia o deputado estadual Mecias de Jesus, o deputado federal Jonatham de Jesus, o prefeito de Rorainópolis Leandro Pereira da Silva, e o vereador Pinto do Equador.

O setor de frutas amazônicas processadas foi identificado em visitas técnicas realizadas pela ABDI como prioritário para integrar o APL. O Programa permitirá intensificar as trocas de saberes e informações, fortalecer a comunidade por meio da solidariedade sistêmica e institucional. A produção de frutas no sul de Roraima está em crescimento e enfrenta problemas de comercialização, além de baixo nível tecnológico. Os principais desafios a serem vencidos são a preservação do equilíbrio entre oferta e procura, a adequação de equipamentos e disponibilidade de tecnologias para implantação de indústrias de processamento e programas de certificação que garantam a qualidade e a segurança dos produtos.

“A organização em APL propiciará a melhor integração entre pesquisa, extensão, associações, cooperativas e produtores, com capacidade de se evoluir de uma produção quase artesanal para uma mais profissional, verticalizada, e com condições de competir tanto no mercado interno como no externo”, destaca Guto Ferreira, presidente da ABDI. “Isso será uma solução geradora de desenvolvimento socioeconômico, viável, efetiva e sustentável”, completou.

A modernização da agricultura e da agroindústria de frutas no sul da Roraima requer mudança de atitude e adoção de novas tecnologias para aumentar a produtividade da lavoura e o lucro dos agricultores e das empresas rurais, além de atender às demandas sociais e ambientais.

O trabalho que será desenvolvido em Rorainópolis trará a identificação das melhores condições estruturais para a constituição de um APL de Frutas Processadas na região, a partir da análise das dimensões econômica, político institucional, social, ambiental e cultural da região de Roraima. Essa análise ganha um reforço ainda maior quando se trata dos processos que buscam a valorização da agroindústria familiar, dos produtores locais, da inserção de grupos vulneráveis, constatando-se uma mudança na realidade produtiva, institucional, econômica, social e ambiental dos municípios envolvidos nas ações de um APL.

Para o sucesso do APL serão fundamentais a participação e a mobilização da comunidade rural e do trabalho competente de importantes parceiros como o SEBRAE, a EMBRAPA, os centros e instituições de ensino e pesquisa do estado de Roraima, dentre outros tantos de igual relevância. Também são parceiros no Programa a Prefeitura de Rorainópolis, a Secretaria de Desenvolvimento e Competitividade Industrial – SDCI, responsável pelo Grupo de Trabalho Permanente (GTP) de Arranjos Produtivos Locais do Ministério da Indústria, e dos esforços da ABDI, a partir do programa da Rede Nacional de Produtividade e Inovação (RENAPI).

» Serviço – APL de Frutas Processadas
Data: 19/10
Horário: 16h
Local: Quadra da Escola Estadual Primeiro de Maio, Vila do Equador – Rorainópolis

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas