Saneamento do Futuro: resultado preliminar anuncia vencedores da 2ª fase do concurso

Saneamento do Futuro: resultado preliminar anuncia vencedores da 2ª fase do concurso

Prazo para apresentação de recursos tem início em 22/04/2024

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) anunciou nesta sexta-feira, 19/04, o resultado preliminar da segunda e última fase do concurso Desafio Saneamento do Futuro – Rios Sem Plásticos. A etapa, que avaliou as melhores propostas dentre as nove vencedoras da primeira fase do concurso, definiu as primeiras colocadas das categorias social, gestão pública e indústria.   

O resultado preliminar da avaliação de mérito e de habilitação das proponentes traz o projeto Laboratório de Educação e Design Circular – Cirandar como vencedor da Categoria I – Social. Na Categoria II – Gestão Pública, a melhor colocação é da iniciativa Ecobarreira Digital. O projeto Ladrilhos Paisagens do Sertão, por sua vez, ocupa o primeiro lugar da Categoria III – Indústria.        

Conforme antecipado no edital e no cronograma do concurso, o prazo para apresentação de recursos contra o resultado preliminar de mérito e de habilitação é de 22/04/2024 a 26/04/2024. Uma vez confirmadas, as propostas vencedoras de cada categoria receberão o prêmio de R$ 330 mil.

Para acessar o comunicado sobre o Resultado Preliminar e Abertura do Prazo Recursal do concurso, clique aqui.

Tecnologias digitais        

Parceria da ABDI com a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), o Desafio Saneamento do Futuro – Rios Sem Plásticos foi concebido para incentivar e acelerar soluções inovadoras que incorporem tecnologias digitais e contribuam para diminuir a quantidade de plástico nos lagos, rios e mares brasileiros.     

A primeira etapa do concurso (Etapa ANA), lançada e 2023, foi destinada a soluções inovadoras no estágio de protótipo. Nela, foram avaliadas as propostas de 40 empresas inscritas – 26 na categoria social, dez em gestão pública e quatro na categoria de indústria. As nove soluções vencedoras – três, em cada categoria – foram premiadas com R$ 110 mil, cada uma.

Ao todo, o concurso concede R$ 1,98 milhão para as melhores soluções. Considerando a participação nos dois editais, as três melhores iniciativas para reduzir o plástico nas águas brasileiras alcançam um prêmio de R$ 440 mil, cada.

“O Desafio lançado conjuntamente pela ANA e pela ABDI confirma a importância da pauta ambiental e, sobretudo, a urgência em incorporar tecnologias digitais para proteger nossas águas. Estamos confiantes de que as soluções inovadoras e criativas para o desafio de reduzir o plástico nos rios enderecem mudanças de cultura para a gestão pública, para a indústria ou para a própria sociedade”, destaca a analista de Produtividade e Inovação, Bruna de Castro, responsável pelo concurso.

Desafio

Mais de 400 milhões de toneladas de plástico são produzidas por ano no mundo, sendo que apenas 14% são reciclados e 40% são jogados em rios e mares. Os dados são do estudo Plastic pollution: Pathways to net zero do banco Credit Suisse.

Segundo estudo encomendado pelo Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil, estima-se que 3,4 milhões de toneladas de plástico ao ano podem ir parar nos rios e mares brasileiros. Isso equivale a 33% de todo o plástico que entra no mercado brasileiro.     

Atenta à sustentabilidade, a ABDI acredita que, por meio da tecnologia e inovação, é possível diminuir o problema do descarte de resíduos nas águas brasileiras. “O lixo plástico é um problema global e urgente. A união da ABDI com a ANA demonstra a importância e a urgência dessa pauta para o país”, alerta a gerente de Transformação Digital, Adryelle Pedrosa. “O Desafio Saneamento do Futuro é uma iniciativa oportuna de unir soluções inovadoras e de transformação digital com o envolvimento e o comprometimento direto da indústria, da gestão pública e do próprio cidadão. É a tecnologia e a inovação em favor da preservação da vida”.

Multimídia

MetaIndústria

Mais Vistas