ENCONTRE AQUI

ABDI divulga selecionados do Edital Agro 4.0

Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial e Sensoriamento Remoto são algumas das tecnologias que serão aplicadas pelos projetos selecionados pelo programa Agro 4.0 da ABDI

CCOM | 01/12/2020

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) divulgou, nesta terça-feira (dia 1º/12), a lista dos 14 projetos selecionados pelo Programa Agro 4.0. As propostas escolhidas envolvem o uso de tecnologias 4.0, como Internet das Coisas (IoT), sensoriamento remoto e Inteligência Artificial, além de analytics, visão computacional, tecnologias de comunicação e robótica.

“O agro é quase um mundo. Entre os classificados, temos desde insumos, passando por produção e colheita, processamento até integração da cadeia. Envolvendo o peixe da Amazônia, o café, a ovinocultura, a cana. Tudo isso, e muito mais, relacionado à Inteligência artificial, sensoriamento, monitoramento. Realmente o Agro é Tec, o Agro é um mundo”, destacou o presidente da ABDI, Igor Calvet, durante live para divulgação dos nomes dos projetos vencedores. 

O evento virtual contou com a participação do secretário de Inovação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Fernando Camargo; e Isabela Gaya, analista de inovação e produtividade da ABDI. “É uma revolução que vemos no agronegócio. Vencemos o desafio da década de 1970, quando o Brasil importava alimentos, e temos agora a revolução digital. A pandemia nos mostrou que esse já é o nosso presente”, disse o secretário.

A estimativa é que mais de 700 empresas do setor produtivo sejam diretamente impactadas com o processo de difusão dos projetos selecionados pelo programa.

O Edital Agro 4.0, que foi lançado em setembro, é um programa resultante de parceria com o MAPA e com outros dois ministérios, o da Economia e o de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). O Agro 4.0 é um programa na modalidade de concurso, sendo o total das premiações no valor de R$ 4,8 milhões. 

“Com quase 5 milhões de reais estamos apoiando diretamente 700 empresas. Isso é o resultado do impacto direto ao setor produtivo. Isso fortalece o trabalho da ABDI e do MAPA  e é resultado direto do esforço  para impulsionar o setor produtivo”, disse Igor.

O programa Agro 4.0 prevê a adoção de tecnologias 4.0 em quatro categorias e a maioria dos projetos, oito (57% das selecionadas), se enquadra na Categoria 2 – produção e colheita. A Categoria 3 – processamento, ficou com 3 projetos (21%), Categoria 4 – integração de elos da cadeia, com 2 projetos (14%); e a Categoria 1 – Insumos, com 1 projeto (7%). 

Regionalmente, considerando as principais empresas do setor produtivo envolvidas, a região Sul contou com 6 projetos (RS e PR); o Sudeste, com 4 projetos (MG, RJ e ES); o Centro Oeste, com 2 projetos (MS e GO); o Norte e o Nordeste, com 1 Projeto cada (RO e BA, respectivamente). Considerando as demais empresas usuárias envolvidas nos projetos, inclui-se, também, SP e MT.

Dentre as 14 propostas selecionadas, as principais empresas do setor produtivo envolvidas são de médio porte (43%), seguidas das de pequeno porte e microempresas (21%), e das de grande porte (14%), de acordo com a classificação Receita Operacional Bruta Anual do BNDES.

Confira a lista dos classificados:

Saiba mais sobre o Agro 4.0:
Consulta pública mapeia adesão a edital de tecnologias 4.0 no agronegócio
ABDI, ME, Mapa e MCTI lançam consulta pública sobre Projeto Agro 4.0
Programa levará tecnologias 4.0 para o agronegócio
Prorrogadas as inscrições para o Edital do Programa Agro 4.0
O passo-a-passo para o Agro 4.0
Agro 4.0 recebe projetos de todas as regiões do país
Maturidade digital e inovação do agronegócio
Um programa para dentro e para fora da porteira
Parceria entre ABDI e MAPA permitirá difusão de tecnologias 4.0 no agronegócio